Quantas vidas tem um Gato?

Os menos distraídos podem ter reparado que depois de tanto escarcéu afinal o Gato Vadio não bateu com a porta. Longas reuniões e assembleias, com direito a algumas bufadelas e arranhadelas, a gataria não descansou.... Afinal existiam pessoas associadas inconformadas com as notícias do fecho que se uniram pela vontade de manter o Gato. Vai-se a ver e o incumprimento dos prazos legais de aviso de não-renovação do contrato permitiu ficar tal e qual.... e há a esperança que se mantenha até dezembro de 2019.

A solução?
Não é mais do que o processo já em curso: 12 vadios, novos e velhos, chegaram-se à frente para garantir a maioria das tarefas e turnos necessários à abertura do Gato nos próximos meses. Velha guarda e sangue novo – uns mais cépticos, outros mesmo cáusticos – a experimentar outras formas de cuidar da associação mantendo a sua natureza vadia.

Vão ter de nos continuar a aturar por cá! E depois logo se vê.

O Gato Vadio está vivinho da silva e recomenda-se – já perdemos a conta às vidas que passaram.
Por isso aparece, maldiz, propõe, ronrona, associa-te.... faz-te Vadio! - Saco de Gatos
...

14 a 17 de Junho | CineWest | GuillermoDeisler | JuditeFernandes | JesúsSepúlveda

Nas quintas de Junho, Gato Vadio apresenta... 
CineWest,
sempre pelas 21:30h, sempre com entrada livre!
 Quinta 14 de Junho, 21:30h  

Johnny Guitar 
(1954) 
1h 50min
Director: Nicholas Ray

Um antigo e brilhante pistoleiro que agora carrega uma guitarra em vez do revolver e trocou o seu verdadeiro sobrenome por Guitar, parte solitário para as montanhas. Uma explosão provocada pelos trabalhadores dos caminhos-de-ferro interrompe o seu caminho...

 Sexta 15 de Junho, 21:30h  
Inauguração de nova expo (patente de 15 de Junho a 15 de Julho)

No aniversário do artista chileno Guillermo Deisler
vestimos a parede vermelha da livraria com algumas das suas xilografias

 Sábado 16 de Junho, 18:00h 
Oficina de ESCRITA INTERSECCIONAL
por Judite Canha Fernandes
ainda inserido no Festival Feminista do Porto 

 Sábado 16 de Junho, 22:00h 
Apresentação de Curtíssimas
(contos à medida dos tempos, bons para ler à hora do almoço ou a tomar um café em pé)
de e por Judite Canha Fernandes
(prémio nacional de conto pela editora Kazuá, no Brasil)

 Domingo 17 de Junho, 18:00h 
Apresentação de
O Jardim das Peculiaridades 
de Jesús Sepúlveda, ed. subterrâneas

Comentários