30 de Maio a 03 de Junho | ColagensDeSonhos | Photobook | MemóriasDeCriança | ....

 De 20 de Abril a 31 de Maio 
 Parede Vermelha da livraria habitada com
 Colagens de sonhos 
exposição de Aleksandra Fluda

 Quarta 30 de Maio, 21:30h 
Photobook Club do Porto
Rui Apolinário apresenta
 o livro The Castle de Federico Clavarino

Nas quintas de Maio, Gato Vadio apresenta... 
MemóriasDeCriança
,
sempre pelas 21:30h, sempre com entrada livre!
 Quinta 31 de Maio, 21:30h 
Senhora da Água 
(2006) 
Lady in the Water 1h 50min
Director: M. Night Shyamalan

​Cleveland ​ ​encontra​ no seu prédio uma pessoa que ​se ​tenta se esconder, uma jovem misteriosa chamada Story, que mora entre as passagens ​da piscina. Surpreso, Cleveland descobre que Story é uma "narf", uma espécie de ninfa das histórias infantis, e que ela é perseguida por criaturas malignas, que desejam impedir que ela re​gresse ao seu mundo de origem. 
 Sexta 01 de Junho 
 Sábado 02 de Junho 
 Domingo 03 de Junho 


Ele há xadrez, damas ou póker...
Ele há chás ou licores e bolachas...
Ele há livros, revistas ou conversas vadias...

Flauta de Luz – N.º 5

Na Livraria...

  Flauta de Luz – N.º 5  

Edição e coordenação Júlio Henriques
 
Design gráfico Gonçalo Mota
Desenho de capa Miguel Carneiro

Artigos de Agustín García Calvo | Ailton Krenak | Álvaro Fonseca | Ana Cardoso Pires
 Ana Marques | Ana Tomás | Anselm Jappe | António Cândido Franco
 Daniel Munduruku | David Watson | Debra Harris | Dilar Dirik
 Eduardo Viveiros de Castro | Fernando Gonçalves | Eliane Potiguara
 Emanuel Cameira | Felipe Milanez | Georges Lapierre | Grupo Oblomoff
 Henry David Thoreau | Jesús Sepúlveda | Joëlle Ghazarian | Jorge Leandro Rosa
Júlio Henriques | Macedonio Fernández | Maria de Magalhães Ramalho
Paulo Barreiros | Paulo Ramalho | Pedro Fidalgo
Pedro Garcia Olivo | Phil Mailer | Quim Sirera

Questão prévia: a Técnica não é neutra.
Ela é mesmo a mais forte dimensão do poder no mundo actual, poder que congrega, totalmente imbricados, o Estado e as corporações empresariais. O desenvolvimento das novas tecnologias é um eufemístico heterónimo do capitalismo. E o presente fascínio com estas coisas é a forma contemporânea de uma interiorização mais densa e problemática das relações mercantilistas. Este número procura contribuir para tornar mais compreensível a relação profundamente contraditória entre o desenvolvimento demencial da tecnociência e a resistência inquebrantável dos povos indígenas aos ditames da cultura dominante, resistência esta cujas ramificações têm tudo a ver com a nossa própria condição de matéria-prima humana.

Os trabalhos de colaboradores portugueses e internacionais detêm-se em diversos aspectos deste relacionamento discrepante, de que estão a surgir, em variados pontos do mundo, novas expressões da luta contra a domesticação dos indivíduos.
De realçar, neste número, uma maior participação de colaboradores brasileiros, em texto e imagem, bem como de autores do Quebeque.

Os trabalhos publicados incluem ensaio, literatura e poesia, e a revista atribui muita importância à fotografia, ao desenho e à pintura.

23 a 27 de Maio | ColagensDeSonhos | PARARoFURO | MemóriasDeCriança | VirgílioMelo

 Passa a palavra! 

Torna-te Gat@, faz-te Vadi@

 De 20 de Abril a 31 de Maio 
 Parede Vermelha da livraria habitada com
 Colagens de sonhos 
exposição de Aleksandra Fluda 
["Colagens de sonhos" é o um projecto de colagem que iniciei e estou a desenvolver desde Fevereiro de 2017. Criei este projecto porque adoro construir e desenvolver histórias enquanto trabalho sobre a tela. Fui inspirada por sonhos, música, cores e as coisas simples do quotidiano que inspiram a minha mente. Fazer estes trabalhos é uma forma de viajar no tempo, entre sítios e histórias. (...)]

 Quarta 23 de Maio, 19:00 - 20:30h 
Assembleia Aberta para
#PARARoFURO

Evento criado por Climáximo 
A Agência Portuguesa do Ambiente anunciou que não era preciso avaliação de impacto ambiental para o furo da ENI/GALP em Aljezur.

Todo o governo se juntou ao negacionismo das petrolíferas e quer dar luz verde ao caos climático. O Ministro dos Negócios Estrangeiros diz que pretendem "honrar os compromissos contratuais". Enquanto eles querem honrar o capitalismo e as corporações, nós temos de levantar-nos para honrar o planeta.

Abrimos esta reunião do Climáximo para fazer uma assembleia aberta e discutir ações para #pararofuro.

Para receberes novidades, subscreve-te ao newsletter: www.pararofuro.pt
Nas quintas de Maio, Gato Vadio apresenta... 
MemóriasDeCriança
,
sempre pelas 21:30h, sempre com entrada livre!
 Quinta 24 de Maio, 21:30h 
O Sul  (1983)
El sur 
1h 35min 
Director: Víctor Erice
Uma mulher reflecte sobre o seu relacionamento de infância com o seu pai, tentando compreender as profundezas do seu desespero e a verdade dos seus mitos. 
 Sexta 25 de Maio 

Ele há xadrez, damas ou póker...
Ele há chás ou licores e bolachas...
Ele há livros, revistas ou conversas...

 Sábado 26 de Maio, 17:00h  
Audições comentadas por Virgílio Melo em redor de
"O poder da imaginação: música erudita em 68"

17 a 20 de Maio | ColagensDeSonhos | MemóriasDeCriança | FlautaDeLuz

 De 20 de Abril a 31 de Maio 
 Parede Vermelha da livraria habitada com
 Colagens de sonhos 
exposição de Aleksandra Fluda 
["Colagens de sonhos" é o um projecto de colagem que iniciei e estou a desenvolver desde Fevereiro de 2017. Criei este projecto porque adoro construir e desenvolver histórias enquanto trabalho sobre a tela. Fui inspirada por sonhos, música, cores e as coisas simples do quotidiano que inspiram a minha mente. Fazer estes trabalhos é uma forma de viajar no tempo, entre sítios e histórias. (...)]

Nas quintas de Maio, Gato Vadio apresenta... 
MemóriasDeCriança
,
sempre pelas 21:30h, sempre com entrada livre!
 Quinta 17 de Maio, 21:30h 
A Sombra do Caçador 
(1955)​ The Night of the Hunter 1h32min 
Director: Charles Laughton
​​Um fanático religioso casa-se com uma viúva ingénua cujos filhos pequenos se recusam a dizer onde o pai escondeu os 10.000 dólares roubados num assalto.
 Sexta 18 de Maio 
 Sábado 19 de Maio 


Ele há xadrez, damas ou póker...
Ele há chás ou licores e bolachas...
Ele há livros, revistas ou conversas...

 Domingo 20 de Maio, 18:00h  
Ao 3º domingo de cada mês,
VJMutante apresenta selecção de
Video Clips e Curtas de Animação

Na Livraria...

  Flauta de Luz – N.º 5  

Edição e coordenação Júlio Henriques
 
Design gráfico Gonçalo Mota
Desenho de capa Miguel Carneiro

Artigos de Agustín García Calvo | Ailton Krenak | Álvaro Fonseca | Ana Cardoso Pires
 Ana Marques | Ana Tomás | Anselm Jappe | António Cândido Franco
 Daniel Munduruku | David Watson | Debra Harris | Dilar Dirik
 Eduardo Viveiros de Castro | Fernando Gonçalves | Eliane Potiguara
 Emanuel Cameira | Felipe Milanez | Georges Lapierre | Grupo Oblomoff
 Henry David Thoreau | Jesús Sepúlveda | Joëlle Ghazarian | Jorge Leandro Rosa
Júlio Henriques | Macedonio Fernández | Maria de Magalhães Ramalho
Paulo Barreiros | Paulo Ramalho | Pedro Fidalgo
Pedro Garcia Olivo | Phil Mailer | Quim Sirera

Questão prévia: a Técnica não é neutra.
Ela é mesmo a mais forte dimensão do poder no mundo actual, poder que congrega, totalmente imbricados, o Estado e as corporações empresariais. O desenvolvimento das novas tecnologias é um eufemístico heterónimo do capitalismo. E o presente fascínio com estas coisas é a forma contemporânea de uma interiorização mais densa e problemática das relações mercantilistas. Este número procura contribuir para tornar mais compreensível a relação profundamente contraditória entre o desenvolvimento demencial da tecnociência e a resistência inquebrantável dos povos indígenas aos ditames da cultura dominante, resistência esta cujas ramificações têm tudo a ver com a nossa própria condição de matéria-prima humana.

Os trabalhos de colaboradores portugueses e internacionais detêm-se em diversos aspectos deste relacionamento discrepante, de que estão a surgir, em variados pontos do mundo, novas expressões da luta contra a domesticação dos indivíduos.
De realçar, neste número, uma maior participação de colaboradores brasileiros, em texto e imagem, bem como de autores do Quebeque.

Os trabalhos publicados incluem ensaio, literatura e poesia, e a revista atribui muita importância à fotografia, ao desenho e à pintura.

Na Livraria... B E S T I Á R I O

Na Livraria...
  B E S T I Á R I O  
Bestiário é e não é uma revista.
O primeiro número anda em torno do Nojo - isto é, também do abjecto, do grotesco, do pestilento, do repulsivo, do informe, do luto.
Todos os meios de expressão que caibam na folha de papel são abarcados: poesia, ensaio, conto, fotografia, banda desenhada, desenho, ilustração, coisas a meio disso.
Nele convergem diferentes tipos de discurso sobre o real: teoria política, música, filosofia, literatura, artes plásticas, cinema.

Autores no primeiro Bestiário:
Luís Henriques / Alexandre Andrade / Joao Varela / Paulo Lima / Nunes da Rocha /
Zoe Näf / João Vicente / João Sousa / Ricardo Castro / DV / Sean Bonney /
António Cândido Franco / Beatruz Bagilho / António Albata / Ana Matilde Sousa /
João David Fernandes / Lais Pereira / André Tavares Marçal / Rui Baião / Joana Bicacro / Hetamoé / Raquel Nobre Guerra / Nuno Mangas Viegas / António Baião / Sara Franco / Catarina Real / Ana Mendes / Pedro Serpa

10 a 13 de Maio | ColagensDeSonhos | MemóriasDeCriança

 De 20 de Abril a 31 de Maio 
 Parede Vermelha da livraria habitada com
 Colagens de sonhos 
exposição de Aleksandra Fluda 
["Colagens de sonhos" é o um projecto de colagem que iniciei e estou a desenvolver desde Fevereiro de 2017. Criei este projecto porque adoro construir e desenvolver histórias enquanto trabalho sobre a tela. Fui inspirada por sonhos, música, cores e as coisas simples do quotidiano que inspiram a minha mente. Fazer estes trabalhos é uma forma de viajar no tempo, entre sítios e histórias. (...)]

Nas quintas de Maio, Gato Vadio apresenta... 
MemóriasDeCriança
,
sempre pelas 21:30h, sempre com entrada livre!
 Quinta 10 de Maio, 21:30h 
Brincadeiras Proibidas 
(1952) Jeux interdits  1h 26min 
Director: René Clément
Uma jovem francesa fica órfã num ataque aéreo nazi e é ajudada pelo filho de um pobre agricultor e, juntos, tentam lidar com as realidades da morte. 
 Sexta 11 de Maio 
 Sábado 12 de Maio 
 Domingo 13 de Maio 


Ele há xadrez, damas ou póker...
Ele há chás ou licores e bolachas...
Ele há livros, revistas ou conversas...