Quantas vidas tem um Gato?

Os menos distraídos podem ter reparado que depois de tanto escarcéu afinal o Gato Vadio não bateu com a porta. Longas reuniões e assembleias, com direito a algumas bufadelas e arranhadelas, a gataria não descansou.... Afinal existiam pessoas associadas inconformadas com as notícias do fecho que se uniram pela vontade de manter o Gato. Vai-se a ver e o incumprimento dos prazos legais de aviso de não-renovação do contrato permitiu ficar tal e qual.... e há a esperança que se mantenha até dezembro de 2019.

A solução?
Não é mais do que o processo já em curso: 12 vadios, novos e velhos, chegaram-se à frente para garantir a maioria das tarefas e turnos necessários à abertura do Gato nos próximos meses. Velha guarda e sangue novo – uns mais cépticos, outros mesmo cáusticos – a experimentar outras formas de cuidar da associação mantendo a sua natureza vadia.

Vão ter de nos continuar a aturar por cá! E depois logo se vê.

O Gato Vadio está vivinho da silva e recomenda-se – já perdemos a conta às vidas que passaram.
Por isso aparece, maldiz, propõe, ronrona, associa-te.... faz-te Vadio! - Saco de Gatos
...

A acontecer brevemente ...

de Janeiro a Maio de 2015
nos primeiros Sábados do mês, pelas 17:00h 

ARQUIVO VIVO É ANARQUIVO
apresentação e remistura do arquivo digital da 
Literatura Experimental Portuguesa

9 de Janeiro, 21:30h 

I WON'T GO QUIETLY
NÃO VOU FICAR CALADA

6 mulheres, um diagnóstico – HIV positive, no entanto, saudáveis!

um filme de Anne Sono
Este filme mudará tudo o que pensa que sabe sobre HIV e SIDA.

10 de Janeiro, 17:00h 

VIRGÍLIO MELO
[n. 1961] 
É o compositor que se mostra na 7ª sessão das
Conversas com Compositores Portugueses Contemporâneos
ÁNTÓNIO CHAGAS ROSA, anterior convidado das sessões, será agora o intermediário de uma conversa à volta da obra desta histórica figura da composição contemporânea em Portugal.

Comentários