Revoltas Ludditas + Metropolis + OKUPA_2012 | 28 a 31 de Dezembro


Os 200 anos das Revoltas Ludditas
contra a maquinaria industrial


Quarta e Quinta | 28 & 29 de Dezembro, às 22h
Projecção do filme Metropolis (em duas partes)

Sexta | 30 de Dezembro, às 22h
Conversa sobre as Revoltas Ludditas,
o mito do progresso técnico e o lugar da técnica no sistema de dominação social


Assinalam-se agora os 200 anos das revoltas ludditas contra a maquinaria industrial que destruía empregos, aumentava o ritmo de trabalho e infernizava a vida dos primeiros trabalhadores industriais na Inglaterra.

As personagens fictícias, Nedd Ludd e Captain Swing eram os nomes que alegadamente lideravam o movimento de ação directa de destruição das máquinas industriais e que obrigou o governo inglês da época a impor a pena de morte a quem as destruísse, o que motivou dezenas de condenações à morte de operários ludditas, o que provocou uma forte acção de repúdio por parte de Lord Byron, notável escritor inglês, que num discurso célebre se colocou ao lado dos condenados.

A livraria-café-bar Gato Vadio recorda, nesta última semana do ano, os acontecimentos de 1811 na Inglaterra, e lança o debate sobre o papel da técnica e o mito do progresso técnico-científico como estratégias de dominação social quer no tempo do capitalismo industrial, quer, actualmente, em plena crise de recomposição do capitalismo financeiro contemporâneo.


28 de Dezembro, às 22h
Projecção do filme Metropolis (1ª parte)


Sinopse: Metropolis é um filme alemão de ficção científica produzido em 1927, realizado pelo cineasta austríaco Fritz Lang, e é é considerado uma das obras mais marcantes do expressionismo alemão. Em 1984, Giorgio Moroder, responsável por bandas sonoras, faz uma adaptação sonora da versão original ao som de uma sinfonia rock. O enredo passa-se num longínquo séc XXI, numa grande cidade governada autocraticamente, com uma classe privilegiada, vivendo num jardim idílico. Os trabalhadores, ao contrário, são escravizados pelas máquinas, e condenados a viver e trabalhar em galerias no subsolo. Num meio de miséria entre os operários, uma jovem, Maria, destaca-se, exortando os trabalhadores a organizarem-se.

29 de Dezembro, às 22h
Projecção do filme Metropolis (2ª parte)

30 de Dezembro, às 22h.
Conversa sobre as Revoltas Ludditas, o mito do progresso técnico e o lugar da técnica no sistema de dominação social

31 de Dez. às 22h
Festa Okupa 2012

Okupa 2012
Abrimos o espaço com as músicas indignadas do movimento OCCUPY.

Okupa 2012,
ou ainda não te deste conta?


Sem comentários:

Enviar um comentário