Quantas vidas tem um Gato?

Os menos distraídos podem ter reparado que depois de tanto escarcéu afinal o Gato Vadio não bateu com a porta. Longas reuniões e assembleias, com direito a algumas bufadelas e arranhadelas, a gataria não descansou.... Afinal existiam pessoas associadas inconformadas com as notícias do fecho que se uniram pela vontade de manter o Gato. Vai-se a ver e o incumprimento dos prazos legais de aviso de não-renovação do contrato permitiu ficar tal e qual.... e há a esperança que se mantenha até dezembro de 2019.

A solução?
Não é mais do que o processo já em curso: 12 vadios, novos e velhos, chegaram-se à frente para garantir a maioria das tarefas e turnos necessários à abertura do Gato nos próximos meses. Velha guarda e sangue novo – uns mais cépticos, outros mesmo cáusticos – a experimentar outras formas de cuidar da associação mantendo a sua natureza vadia.

Vão ter de nos continuar a aturar por cá! E depois logo se vê.

O Gato Vadio está vivinho da silva e recomenda-se – já perdemos a conta às vidas que passaram.
Por isso aparece, maldiz, propõe, ronrona, associa-te.... faz-te Vadio! - Saco de Gatos
...

17 a 20 de Novembro - * NaCalha * DocesMonstros * Jano * ConcertoTrio * LivroLuca

 de 17 a 30 de Novembro 

a grande parede vermelha da livraria
estará habitada por uma
exposição
inserida no projecto Na Calha
 
promovido por alunos de Belas Artes do Porto.
 
Quinzenalmente a parede será renovada com novas exposições.      
 Quinta 17 de Novembro, 21:30h 

Nas Quintas de Novembro mostramos Doces Monstros 

O Sítio das Coisas Selvagens
(Where the Wild Things Are)
Spike Jonze / ​ 2009 / 1h 41m​

Desejoso de fuga e aventura, um garoto foge de casa e navega para uma ilha cheia de criaturas que o tratam como seu rei.

 Sexta 18 de Novembro, 21:30h

A JANO,
Associação de Apoio a Pessoas com Disforia de Género,
regressa ao Gato Vadio

 Sábado 19 de Novembro, 18:00h 


Concerto de Sérgio Gurí (trio) 
Cantando a lusofonia, onde a língua portuguesa pulsa e se transforma, é cais de ida e de volta, é denominador comum: a viagem. Neste projeto de identidade lusófona e com um repertório composto por originais e versões, canta-se Portugal, Brasil, Angola e Cabo Verde.
 
Sérgio Guri: Voz e Guitarras
Leo Finzi: Flauta Trans
versal
Luís Pedro Azevedo : Percussão e Kora

 Sábado 19 de Novembro, 21:30h 


lançamento
Uma pequena festa por uma eternidade
de e por Luca Argel

Comentários