25 a 28 de Maio > CineSuspens | MiguelManso | VirgílioMelo | GonçAlvesCunha

Nas quintas de Maio relembramos
o
 mestre do suspense, 
Alfred Hitchkock.
 Quinta 25 de Maio, 21:30h 

O Terceiro Tiro
(The Trouble with Harry) / 1955 / 1h39m
O problema com Harry é que ele está morto, e todos parecem ter uma ideia diferente do que precisa ser feito com seu corpo ...

 Sexta 26 de Maio, 21:30h 

Prossegue o segundo ciclo de  
 hoje sem musa  

sessões sobre Poesia com Inês Cardoso,
este mês com Sofia Mota Freitas à volta da poesia de Miguel-Manso

 Sábado 27 de Maio, 17:00h 

Audições Comentadas por Virgílio Melo:
 a subtil arte da orquestração 

 Sábado 27 de Maio, 21:30h 

Apresentação
O Homem que preferiu não sentir
o primeiro romance do jovem autor Gonçalo Alves da Cunha

SINOPSE
O Homem que preferiu não sentir retrata o percurso existencial do jovem pintor Sebastião que, numa autoanálise constante, evoca as memórias do menino feito homem, dotado de um excesso de sensibilidade materializada em todas as particularidades da sua essência.
Inserido na categoria de romance existencial, O Homem que preferiu não sentir conduz-nos numa viagem ao interior de nós mesmos, onde não faltam o confronto com a inevitabilidade da morte, as reflexões sobre famílias que se desestruturam e reestruturam ou as dúvidas que questionam os dogmas religiosos. A arte e a sua finalidade, a reescrita irónica de páginas da História e sobretudo as vivências de uma geração qualificada, mas desajustada à mediocridade da sociedade que os sistemas políticos teimam em perpetuar, brotam em páginas vivas de verdadeira prosa poética. É a afirmação da individualidade contra a subserviência de quem segue estandartes com sebastianismos imorredouros e por isso nos exige uma redescoberta de nós mesmos.

Sem comentários:

Enviar um comentário