13 a 16 de Outubro - * STomé * TeoriaDoUm * OIrresponsável * Uma&Dois * Duas&Um

 de 07a 16 de Outubro  
grande parede vermelha da livraria receberá 
fotos de São Tomé de Jorge Carvalho.
 Quinta 13 de Outubro, 21:30h 
Lançamento da obra hebraica 
Teoria do Um Vol.II de Mordechai Geldman
traduzido por João Paulo Esteves da Silva
editado por Douda Correria


Com a presença do Autor, do Tradutor e do Editor,
numa sessão moderada por Jorge Leandro Rosa.

 
O autor - Mordechai Geldman - é hoje um dos mais notáveis poetas do hebraico moderno. Nascido em Munique, num campo de sobreviventes da Shoah, emigrou ainda criança para Israel, vivendo em Telavive, onde é psicólogo e desenvolve actividade como pintor. Aí tem escrito uma obra poética notabilíssima, traduzida em muitas línguas. Há um ano, foi publicada entre nós uma primeira antologia da sua poesia, traduzida pelo poeta e músico João Paulo Esteves da Silva («Teoria do Um», Douda correria), estando no prelo um segundo volume, que será lançado na sessão no Gato Vadio. Depois de termos tido a leitura de poemas de Geldman em sessão animada por Jorge Leandro Rosa e pelo seu tradutor, é agora a ocasião para acolhermos o próprio poeta entre nós, dando-lhe a palavra.

O tradutor - João Paulo Esteves da Silva - tem uma carreira pública enquanto pianista, improvisador, compositor, mas, a ter de escolher, preferiria a designação de tradutor. Os sons que compõe são sempre a tradução de algo. E a música é só a sua respiração de base. Aspira, desde sempre, a muitas outras coisas. Por exemplo à poesia. Publicou três livros, Notas à Margem e Ainda Menos (2001, Amores Perfeitos) e Trinta e quatro sonetos e trezentas e cinco redondilhas, (2014, Douda Correria), e tem colaboração dispersa por revistas. Ao teatro, traduziu Beckett, Ibsen, Strindberg, Pasolini, Stoppard, Pinter, Rostand, entre outros. À língua hebraica. Metade do seu tempo dedica-o a esta língua e a estudos e escritas com ela relacionados. Traduziu o livro Teoria do Um do poeta Mordechai Geldman, publicado recentemente (2015) pela Douda Correria, e que vem a ser o primeiro livro de poesia israelita contemporânea publicado em Portugal. À busca de aproximações e diálogos entre a música e outras artes, assinou trabalhos em conjunto com o fotógrafo José Luís Neto, compôs bandas sonoras por exemplo, para o filme Sem Nome de Gonçalo Waddington, realizou a curta-metragem Partitura. Ainda em colaboração com Mordechai Geldman, tem em preparação um livro de poemas seus, em hebraico. Tudo travessias, traduções.

O editor - Nuno Moura por Douda Correria ...
 Sexta 14 de Outubro, 21:30h 

Apresentação de 
O Irresponsável de Pedro García Olivo
a cargo do seu tradutor e editor Pedro Morais


O Irresponsável, livro diabólico de Pedro García Olivo, inaugura a crítica feroz que o autor dispara contra a Escola, campo laboral que tinha justamente acabado de experimentar. Essa experiência, entranhada na sua consciência e na sua carne, só poderia ser expurgada através do ato da escrita catártica libertada no papel através de um ataque sem tréguas ao alvo da sua repulsa. O Irresponsável é o seu resultado. Nem sempre fácil de adentrar, este é um livro pessoal que nos abre uma janela para a luta do autor dentro e contra a Instituição Escolar e que deixa entrever a crítica antipedagógica por si elaborada em trabalhos posteriores como El educador mercenarioEl enigma de la docilidad e La bala y la Escuela
 Sábado 15 de Outubro, 19:00h 
concerto
Rosário, Jim e Roger
Uma portuense e dois ingleses que escolheram o Porto para viver...
Três amigos que partilham o prazer dos clássicos dos anos 60/70,
como Bob Dylan, Rolling Stones, Doors e muitos outros.
Juntos há mais de 30 anos, continuam a gostar de cantar e tocar com os amigos... 
Esta sessão no Gato Vadio incluirá temas como Georgia, Roadhouse blues, Angie, Knocking on heaven's door, Blowing in the wind, entre outros temas intemporais..."
 Domingo 16 de Outubro, 19:00h 
concerto
Bossa Libre com Iury
Tamy Rodrigues, Carol Mello e Iury Matias ,
três brasileiros que já não precisam apresentação
prometem encantar de novo com seus aromas americo-latinos.

Sem comentários:

Enviar um comentário