29 de Julho a 02 de Agosto - // PedroDeCalatrava80 // AlbertoPimenta // Deisler

25 de Julho a 15 de Agosto  

dedicamos a grande parede vermelha a uma personagem absolutamente incontornável e inesquecível:

guillermo deisler 
Santiago do Chile, 15 de Junho de 1940 - Halle, Alemanha, 21 de Outubro de 1995

 Quinta, 30 de Julho, 21:30h  

Nas quintas de Julho GatoVadio apresenta...

PedroDeCalatrava nos anos 80

Mujeres al borde de un ataque de "niervos" 
Mulheres à beira de um ataque de nervos
(1988 / 85m)

... Num apartamento de luxo de Madrid, três mulheres chegam ao seu limite psicológico. A super sexy Pepa, sempre obcecada por Ivan, o amante que terminou a relação com ela deixando-lhe uma mensagem no atendedor automático. A sua melhor amiga, a neurótica Candela, que vive com ela desde que descobriu que o seu amante é terrorista. E a ex mulher de Ivan, Lucia, que acaba de regressar de uma estadia de vinte anos num asilo de doentes mentais...

Em Agosto toda a fruta tem seu gosto.

 Sábado, 01 de Agosto, 21:30h  

Desde Maio, último sábado do mês,  
(ups, Julho transbordou!!!)

 hoje sem musa  
sessões sobre Poesia com Pedro Craveiro.

Nesta sessão, Pedro fala com Leonor Figueiredo sobre a poesia de
Alberto Pimenta

Na nossa Livraria ... Edições Chão da Feira



... a última produção das
Edições Chão da Feira vem juntar-se às restantes.
As Edições Chão da Feira publicam textos nos quais o desejo de ver, sentir, ler e escrever é também reafirmação de esperança política: o improvável existe, o desconhecido se espraia, o futuro lhes pertence e é inegociável. Desacreditamos de qualquer fatalidade e participamos na afirmação de linhas de fuga do consenso através do que a ele resiste — os vagalumes, a vida menor. 
Editamos como quem planta. Podar para crescer.
O POBRE DE PEDIR
Autor
Raul Brandão
Fixação do texto e Posfácio
Gustavo Rubim
Projeto gráfico
Luísa Rabello
Número de páginas
240
Ano de publicação
2015
À ESCUTA
Autor
Jean-Luc Nancy
Tradução
Fernanda Bernardo
Projeto gráfico 
Luísa Rabello
Número de páginas
76
Ano de publicação
2014
alforria blues ou
POEMAS do DESTINO do MAR
Autor
Júlia de Carvalho Hansen
Projeto gráfico
Luís Henriques
Número de páginas
72
Ano de publicação
2013
A CARTA DE LORD CHANDOS
Autor
Hugo von Hofmannsthal
Tradução e posfácio
João Barrento
Projeto gráfico
Cinthia Marcelle e Clarice Lacerda
Número de páginas
100
Ano de publicação
2012
pedido de divulgação

Inscrições abertas para o Projecto Escola Viva  ano lectivo 2015 / 2016                 

Cooperativa dos Pedreiros, Porto


Espaço de Autonomia, Liberdade e Responsabilidade para crianças dos 2 aos 6 anos

 A acontecer brevemente ... 

 Sexta, 07 de Agosto, 21:30h  

Churrasco Vadio
Ementa:
Churrascada de carnes variada
Salada múltipla

"Sopa"
Pão

 Sexta, 14 de Agosto, 21:30h  

Encerramento da tournée pelo verão europeu!!!
Samba Real Brasil
  apresenta-se de novo  no Gato Vadio para curtir com a galera as musicas populares brasileiras, samba, bossa nova, samba-rock com entrada livre (passaremos o chapéu e cada um ...)
Sejam todos convidados a dançar, beber e curtir do melhor da musica brasileira!!!

Sexta 21 de Agosto, 21:30h
Apresentação do Projecto Útero
 

​Proyecto Úter
Entre as intensas mobilizações vividas en Espanha nos últimos anos, o “debate” sobre o aborto tornou-se necesário e libertador. Entendíamos que abordar o tema a partir de uma narração gráfica, deixando ao lado a linguagem escrita, podía converter o trabalho numa ferramenta de comunicação útil. Isto interessava-nos muito porque nos permitía trabalhar um tema histórico e universal que continua a ser um tabú em quase todo o mundo. Com o objetivo de criar um mural que favorecia a comunicação, começamos a recolher historias de pessoas de forma oral, a entrar em diálogo com elas, a gerar conversas. A partir destes materiais sensiveis, algunas historias converteram-se em anedotas que aparecem posteriormente no desenho. Outros ajudaram a destacar o tema, a ganhar perspectiva, a problematizar a questão.
Como colectivo La colmena, reivindicamos as historias transmitidas oralmente e a criação de imagens de leitura e digestão  lentas. Na imagem que confeccionamos não aparecem pessoas, mas representamos-las em forma de animais. Se os observares bem, a maioría dos nomes dos animais do póster utilizam-se para insultar as mulheres... decidimos reapropiarmo-nos destes nomes de forma moderada e converter estas criaturas nas heroínas da nossa historia.
Será um prazer compartilhar este projecto mediante apresentações orais e, assim como no seu processo de criação, contaremos as historias escutadas e vividas e colocaremos questões sobre a mesa. Além disso, esmeramo-nos por estar abertas e flexiveis a novas abordagens. Bemvindas!

22 a 26 de Julho - Em Julho, reina o gorgulho. // PedroDeCalatrava80 // LeMondeDiplomatic // Deisler // SambaReal

Em Julho, reina o gorgulho.

 Quinta, 23 de Julho, 21:30h  

Nas quintas de Julho GatoVadio apresenta...

PedroDeCalatrava nos anos 80

La ley del deseo 
A Lei do Desejo
(1987 / 97m)

... Pablo é um cineasta na moda. Quando o seu amante o deixa, consola-se com António, um jovem que está louco por ele mas é muito ciumento.
Ao mesmo tempo, Pablo começa a escrever o seu novo filme, inspirado na vida da irmã , Tina, que em tempos foi um homem...
António está cada vez mais ciumento e mais louco mas Pablo não consegueesquecer o seu antigo amante...

 Sexta, 24 de Julho, 21:30h  

Todos os meses, numa Sexta, pelas 21:30h, depois da distribuição da
edição portuguesa do Le Monde Diplomatic..


Leituras em Flagrante

Este mês, apresentação do livro «De pé, ó vítimas da dívida!» 
editado pela Deriva Editores em parceria com o Le Monde Diplomatic.
Nuno Teles e João Rodrigues 
(economistas e, entre outras coisas, membros do blogue «Ladrões de Bicicletas»),
os que organizaram o livro, animam  a sessão.

 25 de Julho a 15 de Agosto  

dedicamos a grande parede vermelha a uma personagem absolutamente incontornável e inesquecível:

guillermo deisler 
Santiago do Chile, 15 de Junho de 1940 - Halle, Alemanha, 21 de Outubro de 1995

 Sábado, 25 de Julho, 21:30h  

Estreia da tournée pelo verão europeu!!!
Samba Real, que vem diretamente desde o Brasil, se apresenta no
Gato Vadio
 para curtir com a galera as musicas populares brasileiras, samba, bossa nova, samba-rock com entrada livre
(passaremos o chapéu e cada um ...)
Sejam todos convidados a dançar, beber e curtir do melhor da musica brasileira!!!

&etc ...na nossa Livraria

... chegaram as novidades da

&etc, EDIÇÕES CULTURAIS DO SUBTERRÂNEO, LDA
e a reposição de livros voltam a encher as duas estantes.
Vagão Voador
Valeska de Aguirre
Capa de Luis Henriques
A sobrecapa deste livro foi impressa e vincada e dobrada e encapada manualmente na oficina artesanal O Homem do Saco,
2014.
43 Págs. broch.
Sabão Offenbach
Nunes da Rocha
Capa de Lúcio.
Foi composto e paginado por Pedro Serpa.
2015.
68 Págs. broch.
O Oráculo
António Vieira 
Capa de Luís Henriques.
A sobrecapa deste livro foi impressa e vincada e dobrada e encapada manualmente na oficina artesanal O Homem do Saco,
2015.
59 Págs. broch.
À Barbárie Seguem-se os Estendais
Miguel Cardoso
Capa, composto e paginado por Pedro Serpa.
2015.
110 Págs. boch.

Divulgação - Projecto Escola Viva

Inscrições abertas para o Projecto Escola Viva  ano lectivo 2015 / 2016                  

Cooperativa dos Pedreiros, Porto


Espaço de Autonomia, Liberdade e Responsabilidade para crianças dos 2 aos 6 anos
 
info . contactos . visitas : escolaviva.pt:
escolaviva@portolivre.net : até 31 de Julho !
Vem conhecer-nos!

O projecto Escola Viva é um projecto em auto-gestão de membros da Cooperativa dos Pedreiros que cresce e aprende com as crianças e adultos que o transformam todos os dias.

As crianças aprendem com base na curiosidade e a partir dela descobremimaginam, experienciam e criam. Há tempo para brincar, para descobrir, para ajudar e para descansar.
 
Os valores-base do projecto são a autonomia, a liberdade e a responsabilidade, além da cooperação, confiança, criatividade e respeito. Estes valores desenvolvem-se no dia-a-dia, nomeadamente através de assembleias diárias onde cada criança escolhe uma tarefa colectiva, bem como actividades que pretende ou prefere desenvolver durante o dia. Neste espaço, todos cooperam para assegurar as actividades básicas, como cozinhar, lavar a loiça ou arrumar os brinquedos, num ambiente em que se respeita a individualidade e o ritmo de cada um.  As crianças sugerem projectos e actividades e, como acompanhamento e orientação das educadoras, têm oportunidade de fluir com a sua criatividade, sendo agentes activos do seu processo de crescimento e de descoberta.
Na Escola Viva, mais que Saber, importa Saber Ser.
Cartaz elaborado pela Oficina Arara com a ajuda das crianças da Escola Viva.

 A acontecer brevemente ... 

Sábado 01 de Agosto, 21:30h
 

Desde Maio, último sábado do mês,  
(ups, Julho transbordou!!!)
 hoje sem musa  
sessões sobre Poesia com Pedro Craveiro.

Nesta terceira sessão, Pedro fala com Leonor Figueiredo sobre a poesia de
Alberto Pimenta

Sexta 21 de Agosto, 21:30h
Apresentação do Projecto Útero
 

​Proyecto Úter
Entre as intensas mobilizações vividas en Espanha nos últimos anos, o “debate” sobre o aborto tornou-se necesário e libertador. Entendíamos que abordar o tema a partir de uma narração gráfica, deixando ao lado a linguagem escrita, podía converter o trabalho numa ferramenta de comunicação útil. Isto interessava-nos muito porque nos permitía trabalhar um tema histórico e universal que continua a ser um tabú em quase todo o mundo. Com o objetivo de criar um mural que favorecia a comunicação, começamos a recolher historias de pessoas de forma oral, a entrar em diálogo com elas, a gerar conversas. A partir destes materiais sensiveis, algunas historias converteram-se em anedotas que aparecem posteriormente no desenho. Outros ajudaram a destacar o tema, a ganhar perspectiva, a problematizar a questão.
Como colectivo La colmena, reivindicamos as historias transmitidas oralmente e a criação de imagens de leitura e digestão  lentas. Na imagem que confeccionamos não aparecem pessoas, mas representamos-las em forma de animais. Se os observares bem, a maioría dos nomes dos animais do póster utilizam-se para insultar as mulheres... decidimos reapropiarmo-nos destes nomes de forma moderada e converter estas criaturas nas heroínas da nossa historia.
Será um prazer compartilhar este projecto mediante apresentações orais e, assim como no seu processo de criação, contaremos as historias escutadas e vividas e colocaremos questões sobre a mesa. Além disso, esmeramo-nos por estar abertas e flexiveis a novas abordagens. Bemvindas!

15 a 19 de Julho - Em Julho, reina o gorgulho. // PedroDeCalatrava80

Quinta, 16 de Julho, 21:30h  

Nas quintas de Julho GatoVadio apresenta...

PedroDeCalatrava nos anos 80

Matador 
MATADOR
(1986 / 102m)
 (falado em castelhano, legendas em inglês)  

 

... Um ex-toureiro que fica conhecido por matar prostitutas para satisfazer os seus mórbidos desejos sexuais, enlouquecido pela sua educação religiosa e uma advogada com um fetiche igualmente macabro - estes são os principais personagens desta comédia de humor negro que retrata os lados escuros da natureza humana.


O Mapa e o Gorgulho na nossa livraria

... chegou o MAPA Nº 10 - Jornal de informação crítica.
O Mapa é um jornal trimestral de informação crítica distribuído de Norte a Sul de Portugal em cafés, livrarias, quiosques, escolas, universidades, transportes públicos, centros sociais, associações, por correio e, acima de tudo, nas ruas. Propõe-se enquanto ferramenta, através da informação, debate e discussão, a ser usada para o desenvolvimento da crítica enquanto alimento do pensamento e de práticas de autonomia e liberdade em todos os aspectos da vida. Não está , portanto, contido na zona de influência de grupos económicos ou partidos políticos de qualquer côr ou sabor. A sua prática baseia-se na produção, publicação e distribuição de notícias, reportagens, investigações, crónicas, fotos, ilustrações, bandas desenhadas e, em geral, quaisquer outros formatos desde que possíveis de figurar dentro do limite físico de 32 páginas e na web.
Mapa é, em suma, um novo projecto de comunicação mas também um território de resistência em tempos de guerra.
... chegou também O GORGULHO Nº 37
Boletim Informativo sobre biodiversidade agrícola, publicado pela
Associação Colher Para Semear - Rede Portuguesa de Variedades Tradicionais
OBJECTIVOS DA ASSOCIAÇÃO: 
– Inverter a situação actual de contínua perda de biodiversidade
genética agrícola, por meio da recolha, cultivo e catalogação das
variedades tradicionais ainda existentes;
– Formar e incentivar os agricultores para a recolha anual das suas
próprias sementes, assim como estimular a sua troca, assegurando-lhes
uma independência e autonomia em termos de sementeiras;
– Contribuir para o conhecimento do nosso património vegetal, promovendo
e participando em colóquios e feiras com exposição de sementes, levando
o tema onde for necessário;
– Promover o uso de variedades tradicionais em agricultura biológica por
estas estarem melhor adaptadas ao local de cultivo e terem menos

problemas fitossanitários;
– Estimular o uso de legumes esquecidos, para uma maior diversidade
alimentar e uma culinária mais rica, atractiva e completa;
– Dar a conhecer aos jovens a herança que nos foi transmitida pelos
nossos antepassados, pois cada semente tem um percurso e uma história
própria;
– Defender a segurança alimentar continuando a semear as nossas
variedades tradicionais de polinização aberta, perfeitamente adaptadas
ao seu meio de origem, em detrimento das práticas actuais que usam as
sementes híbridas e, no pior dos cenários, as sementes transgénicas ou
geneticamente modificadas.
COMO CONTRIBUIR? 
Para concretizar estes objectivos, que são do interesse de todos nós, é
necessária a contribuição do maior número de pessoas.
De que modo?
– Através da inscrição como sócio;
– Pela oferta de donativos ou géneros;
– Voluntariado em diversas áreas: parte administrativa, pesquisa e
trabalho de campo, recolha e propagação de sementes, inventariação,
outras áreas relacionadas com as actividades da associação;
– Ser sócio guardião de sementes: comprometendo-se a multiplicar a(s)
variedade(s) que apadrinhar, devolvendo à associação parte da sua
colheita anual, devidamente seleccionada. Este sócio deve ter assistido
previamente a uma oficina de formação sobre recolha, caracterização e
propagação de sementes. O sócio guardião é mencionado no catálogo de
variedades como reprodutor da semente que apadrinhar.