23 a 27 de Dezembro - // // menos8-mais88 // MovimentoCurdo // RuyBelo

Quarta 23 de Dezembro

17h - 21:30h  


Livros e conversas, com ou sem copo.
Época de Estranheza em Frente ao Mundo — Susana Gaudêncio
20, 21 Setembro 2012
TEXTOS  A conversa ou a utilidade da estranheza em frente ao outro, Sofia Gonçalves e Rui Almeida Paiva; Época de Estranheza em Frente ao Mundo, Susana Gaudêncio; Solilóquio: Movimento em que o livro se separa do seu leitor, Rui Almeida Paiva.
DESIGN  Flatland design
Dois Dias edições
  Quinta 24 de Dezembro

17h - 20:30h  


Conversas e livros, com capa dura ou fina.
Quem viaja encontra os segredos antigos mas perde os sapatos novos –
 rui de almeida paiva
24, 25 Abril 2014
DESENHO Isaac Beeckman em Journaal (1604-1619)
FOTOGRAFIA Rocha vulcânica de Stromboli por Sofia Gonçalves
DESIGN Flatland design
Dois Dias edições
  Sexta 25 de Dezembro

01h - 0x:30h  


Digestão da consoada entre amigos... apareça!
  Sexta 25 de Dezembro, 18:00h  

Imaginação Transbordante... Para Toda a Família.
Para miúdos e graúdos, desde menos 8 a mais de 88 anos,

UP 
Altamente!

"PeteDocter
2009 / 93m
Sábado 26 de Dezembro, 17:30h

Debate/conversa sobre o movimento Curdo.
+++
 projecção de um pequeno documentário:

Beyond War - A Tour of Rojava
 Foi há quase três décadas, que o movimento curdo saiu à luz como um movimento anti-colonial com o objectivo de transformar a sociedade curda através da eliminacão das relacões de exploração e o estabelecimento de um estado independente. E exactamente há 1 ano, 10 meses e 28 dias que um governo autónomo curdo foi declarado em Rojava com as suas assembleias cidadãs de niveis regionais, municipais e de vizinhos junto com academias, cooperativas e estructuras auto-governadas. No entanto, no outro lado da fronteira a violência pura e dura do estado turco esmaga com uma militarização sangrenta o povo curdo e leva a cabo a sua hegemonía com toda a ferocidade obscurecendo toda a esperança. Num momento global de êxtase pelas conquistas de movimentos de camponeses, de povos indígenas, de fábricas ocupadas, das mobilizacões urbanas em quase todo o mundo em que muitas acabam confrontadas por ataques neoliberais, uma reflexão colectiva é imprescindivel para podermos imaginar a emancipacão social e formas de vidas para além do capitalismo e do Estado com os seus espaços organizados desde baixo e autónomos não só pela liberdade dos curdos mas também por uma renovacão social e por uma auto determinacão dos povos do mundo.
 Sábado 26 de Dezembro, 21:30h 
Desde Maio, último sábado do mês,  
 hoje sem musa  
sessões sobre Poesia com Pedro Craveiro.

Nesta sexta sessão, Pedro fala com Patrícia Lino sobre a poesia de
Ruy Belo.

Sem comentários:

Enviar um comentário