Na nossa Livraria ... Edições Chão da Feira



... a última produção das
Edições Chão da Feira vem juntar-se às restantes.
As Edições Chão da Feira publicam textos nos quais o desejo de ver, sentir, ler e escrever é também reafirmação de esperança política: o improvável existe, o desconhecido se espraia, o futuro lhes pertence e é inegociável. Desacreditamos de qualquer fatalidade e participamos na afirmação de linhas de fuga do consenso através do que a ele resiste — os vagalumes, a vida menor. 
Editamos como quem planta. Podar para crescer.
O POBRE DE PEDIR
Autor
Raul Brandão
Fixação do texto e Posfácio
Gustavo Rubim
Projeto gráfico
Luísa Rabello
Número de páginas
240
Ano de publicação
2015
À ESCUTA
Autor
Jean-Luc Nancy
Tradução
Fernanda Bernardo
Projeto gráfico 
Luísa Rabello
Número de páginas
76
Ano de publicação
2014
alforria blues ou
POEMAS do DESTINO do MAR
Autor
Júlia de Carvalho Hansen
Projeto gráfico
Luís Henriques
Número de páginas
72
Ano de publicação
2013
A CARTA DE LORD CHANDOS
Autor
Hugo von Hofmannsthal
Tradução e posfácio
João Barrento
Projeto gráfico
Cinthia Marcelle e Clarice Lacerda
Número de páginas
100
Ano de publicação
2012
pedido de divulgação

Inscrições abertas para o Projecto Escola Viva  ano lectivo 2015 / 2016                 

Cooperativa dos Pedreiros, Porto


Espaço de Autonomia, Liberdade e Responsabilidade para crianças dos 2 aos 6 anos

 A acontecer brevemente ... 

 Sexta, 07 de Agosto, 21:30h  

Churrasco Vadio
Ementa:
Churrascada de carnes variada
Salada múltipla

"Sopa"
Pão

 Sexta, 14 de Agosto, 21:30h  

Encerramento da tournée pelo verão europeu!!!
Samba Real Brasil
  apresenta-se de novo  no Gato Vadio para curtir com a galera as musicas populares brasileiras, samba, bossa nova, samba-rock com entrada livre (passaremos o chapéu e cada um ...)
Sejam todos convidados a dançar, beber e curtir do melhor da musica brasileira!!!

Sexta 21 de Agosto, 21:30h
Apresentação do Projecto Útero
 

​Proyecto Úter
Entre as intensas mobilizações vividas en Espanha nos últimos anos, o “debate” sobre o aborto tornou-se necesário e libertador. Entendíamos que abordar o tema a partir de uma narração gráfica, deixando ao lado a linguagem escrita, podía converter o trabalho numa ferramenta de comunicação útil. Isto interessava-nos muito porque nos permitía trabalhar um tema histórico e universal que continua a ser um tabú em quase todo o mundo. Com o objetivo de criar um mural que favorecia a comunicação, começamos a recolher historias de pessoas de forma oral, a entrar em diálogo com elas, a gerar conversas. A partir destes materiais sensiveis, algunas historias converteram-se em anedotas que aparecem posteriormente no desenho. Outros ajudaram a destacar o tema, a ganhar perspectiva, a problematizar a questão.
Como colectivo La colmena, reivindicamos as historias transmitidas oralmente e a criação de imagens de leitura e digestão  lentas. Na imagem que confeccionamos não aparecem pessoas, mas representamos-las em forma de animais. Se os observares bem, a maioría dos nomes dos animais do póster utilizam-se para insultar as mulheres... decidimos reapropiarmo-nos destes nomes de forma moderada e converter estas criaturas nas heroínas da nossa historia.
Será um prazer compartilhar este projecto mediante apresentações orais e, assim como no seu processo de criação, contaremos as historias escutadas e vividas e colocaremos questões sobre a mesa. Além disso, esmeramo-nos por estar abertas e flexiveis a novas abordagens. Bemvindas!

Sem comentários:

Enviar um comentário