01 a 05 Outubro - LutaArmada // Mistério // MillôrFernandes // CozinhaDaKaya

 Quinta, 02 de Outubro, 21:30h 

 
Nas quintas de Outubro D'Flagra apresenta...
Ciclo de filmes de Luta Armada.

The Baader-Meinhof Complex 
2008
Udi Edel

Uma visão sobre a primeira geração do grupo RAF alemão que anos 60/70 organizou atentados, raptos e assaltos.

(2h 30m)

 Sexta, 03 de Outubro, 22:00h 

 

 mistério no sofá
 baker street, 281

 Sábado, 04 de Outubro, 17:00h  
 

Rui Manuel Amaral inicia o quarto ciclo das
Leituras do Gato Vadio, com uma sessão dedicada a


Millôr Fernandes

 

O convidado especial que vem de longe é
Fernando Alvin

 Sábado, 04 de Outubro, 20:30h  
 

 

A Cozinha da Kaya vem ao Gato
 

e teremos para jantar uma bela...

Feijoada Vegetariana

com pleurotus e arroz basmati
,
por apenas 4 grãos

 


Porque precisamos calcular o tamanho do tacho a usar, precisamos de saber quantos pratos vamos servir. Não venhas jantar sem fazer uma reserva enviando e-mail para lebm.44@gmail.com até ao dia 03.

 Domingo, 05 de Outubro 



Aberto das 17h às 24h...

... refrescos, bolachas e dois dedos de conversa esperam por si!

Education, Childhood and Anarchism


 Não temos na Livraria 

anunciamos para dar conhecimento que há um novo livro com reflexões em torno das teorias de Colin Ward :
Education, Childhood and Anarchism 

Large Image

Ver + ou encomendar AQUI

24 a 28 Setembro - PhotoBook// Beat // AmericanSplendor // ÁlvaroSalazar // Bahktin // CulturaInca

Quarta, 24 de Setembro, 21:30h

 
Encontro do Photobook Club do Porto
Pede-se a cada pessoa para levar um livro para a conversa ainda mais informal do que o costume.

Quinta, 25 de Setembro, 21:30h

 
Nas quintas de Setembro D'Flagra apresenta...
Geração Beat.

The Source 
1999
Chuck Workman

Documentário sobre a Geração Beat.

(1h 28m)

Sexta, 26 de Setembro, 22:00h


Para os que não puderem ver e,
em especial, para os que viram apenas metade.

American Splendor
2003
(101m)

Shari Springer Bergman
&
Robert Pulcini

 

A vida de todos os dias pode ser uma coisa complicada... a paixão pelo jazz, as leituras compulsivas, as colecções exageradas, a casa desarrumada... a possibilidade de exprimir uma veia criativa através da banda-desenhada.

Sábado, 27 de Setembro, 17:00h
 

ÁLVARO SALAZAR  
[n. 1938] – É o compositor que se mostra na 5ª sessão das
Conversas com Compositores Portugueses Contemporâneos 
ANTÓNIO DE SOUSA DIAS, anterior convidado das sessões, será agora o intermediário de uma conversa à volta da obra desta histórica figura da composição contemporânea em Portugal.
Compositor, maestro e crítico musical, nasceu no Porto e estudou no Conservatório Nacional de Lisboa onde é professor de Composição (ATC) e de música de conjunto (Século XX). Lecciona ainda, na Escola Superior de Música do Porto, as disciplinas de Introdução à Música Electroacústica e de História da Música do Século XX.
Teve como mestres, no estrangeiro, Gilbert Amy (Análise) e Hans Swarowsky e Pierre Dervaux (Direcção de Orquestra) e, na qualidade de bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian, frequentou em Paris o estágio de Música Electroacústica do GRM. Nas provas finais do curso de direcção na École Normale de Paris, foi-lhe concedida, por unanimidade, a mais alta classificação.
Em 1978 fundou a Oficina Musical, grupo dedicado ao estudo e divulgação da música do século XX, do qual é director artístico.
Como chefe de orquestra actuou à frente das principais orquestras portuguesas e ainda em Espanha, Colômbia, França, Alemanha e Itália. Devem-se-lhe primeiras audições mundiais e portuguesas de autores tão significativos como Janácek, Ives, Webern, Villa-Lobos, Varése, Eisler, Dessau, Kurt Weil, Feldman, Ligeti, Georgescu, Láng, Finnissy, Acilú, Barce, Olavide, Marco, etc.
Tem participado como compositor, membro de júris em concursos de Composição e conferencista, em vários cursos e festivais internacionais (Brasil, Chile, Colômbia, Alemanha, Espanha, Itália e Polónia). Esteve também presente, como crítico convidado, nos festivais de Royan, Berlim Leste e Varsóvia.
Colaborador habitual dos Encontros Gulbenkian de Música Contemporânea, foi maestro titular do Grupo de Câmara do Festival do Estoril desde 1979 até 1985.
Pelos serviços prestados à cultura musical foi agraciado com a Medalha de Mérito (Ouro) da Câmara Municipal do Porto. É actualmente Presidente do Conselho Português da Música e Vice-Presidente da Sociedade Portuguesa de Autores.
Entre as suas principais obras contam-se as peças de câmara Palimpsestos, Ludi Officinales, Périplos, Quadrivium, Intermezzi e Taleae, e as partituras para orquestra Glosa e Fanfarra sobre uma Fantasia de António Carreira Tropos.

Sábado, 27 de Setembro, 21:30h
 

 

Para uma Filosofia do Acto
Mikhail M. Bakhtin

 

Coordenação e apresentação de Bruno Monteiro


Embora admitindo-se que é o mais antigo dos textos conhecidos de Mikhail Bakhtin, Para uma filosofia do acto, escrito originalmente em 1919 e 1920, apenas foi publicado em russo em 1986. Intimamente ligado às contingências por que passava o autor enquanto teve que enfrentar a animadversão das autoridades soviéticas, o manuscrito ia apodrecendo em Saransk, onde esteve Mikhail Bakhtin depois de regressar do seu exílio cazaque. Nestas páginas, em que ainda sentimos as reverberações das tentativas do pensamento de Mikhail Bakhtin para encontrar o modo de expressão peculiar que seria depois o seu, temos uma oportunidade excepcional para assistir a um ensaio de problematização e proposta de uma visão lúcida sobre a prática, a ética e a criação literária centradas sobre o próprio momento da criação, sobre a eventicidade do evento, as irredutíveis qualidades de qualquer gesto ou obra que apenas podemos compreender conhecendo o instante da criação emergente.

Domingo, 28 de Setembro, 21:30

Conversa sobre cultura Inka 
 

José Antarki,
antropólogo indígena Quencha-Inka, falará sobre a cultura do seu povo e responderá às perguntas da audiência.

Novidade - Da Capo


Da Capo
 

Autor: Inês Dias
Capa: Luís Manuel Gaspar
Fotografias : Mafalda Capela
Editora: Averno
128 Págs.

2014.

10 a 14 Setembro - Beat // Serendipity // OCéuDasMães // PedroRibeiro // Sacco&Vanzetti

Quinta, 18 de Setembro, 21:30h

 
Nas quintas de Setembro D'Flagra apresenta...
Geração Beat.

On the Road 
2012
Walter Salles

Adaptação do livro de Jack Kerouac "Pela Estrada Fora".

(2h 04m)

Sexta, 19 de Setembro, 22:00h


Serendipity

2001
Peter Chelsom

Feliz Acaso

Conheceram-se nas compras em Nova Iorque. A magia e a química estavam lá e um dia de compras tornou-se num romance que o levou a querer explorar o sentimento mas ela não estava segura dele. Decidem então arriscar a ver se o destino os junta de novo, o que não acontece... de imediato! Muitos anos mais tarde...

(1h 30m)

Sábado, 20 de Setembro, 17:30h
 

Apresentação do livro
O Céu das Mães
 
o primeiro livro infanto-juvenil de Paulo Kellerman, ilustrado por Rute Reimão, que encara de frente um tema difícil e pouco tratado na literatura para crianças: a perda.

Um menino que perdeu a mãe é confrontado com uma afirmação muitas vezes escutada: “a tua mãe está no céu”. Então, decide construir uma escada que o leve até ao céu que supostamente acolhe a sua mãe. A construção da escada vai acabar por representar o seu crescimento interior, no sentido de encontrar em si próprio as respostas que procura.
Paulo Kellerman nasceu em 1974 (Leiria). Além de numerosas edições de autor, colaborações na imprensa e participações em antologias literárias, publicou cinco livros de contos, um livro infanto-juvenil e foi co-autor de um livro de ensaio. Foi ainda responsável pela concepção e edição de diversos e-books em colaboração com fotógrafos, ilustradores, músicos, pintores e escritores. Recebeu, entre outras distinções, o Grande Prémio do Conto Camilo Castelo Branco, da Associação Portuguesa de Escritores. Recentemente, esteve envolvido em projectos cinematográficos, teatrais e musicais. O seu trabalho foi traduzido em Espanha.

Sábado, 20 de Setembro, 21:30h
 

 

Queimai o dinheiro
Poesia de António Pedro Ribeiro

 

"Dizem que sou o último dos beats. Estou contra o poder e bebo com abundância. Foi em Braga, aos 18 anos, que comecei a ir aos bares, aos concertos e a beber. Ouvia os Doors, os Joy Division, os Rolling Stones, os UHF, os Mão Morta. Acreditava na constituição de pequenas comunidades de base, na paz, no amor, na utopia. Tinha a casa da Rua Nova de Santa Cruz e levava para lá os amigos. Debatíamos, cantávamos, tocávamos guitarra. Hoje a juventude anda muito atrás das modas, não sei o que discute nem que valores tem. O mundo está um caos." Antº Pedro Ribeiro.

 

Poemas lidos por Nuno Meireles e pelo autor.

Domingo, 21 de Setembro, 21:30

Serões de Domingo com filme e debate ...

Sacco e Vanzetti 
1971
Giuliano Montaldo

A história de dois anarquistas acusados injustamente e julgados por assassinato quando realmente foram as suas convicções políticas que os levou à cadeia.

(2h)

O comunismo nunca existiu / A guerra civil europeia 1917 - 1945

 Novidade na Livraria 

O comunismo nunca existiu
----------------------------------------
A guerra civil europeia 1917 - 1945

 

João Valente Aguiar,
Victor Serge,
António Louça,
Miguel Suaréz,
Ricardo Noronha,
João Bernardo.

Edições Antipáticas
172 Págs.

2014.

3 a 7 de Setembro - Beat // GuerraBotões // Estúpida // .

Quinta-feira, 4 de Setembro, 21:30h

 
Nas quintas de Setembro D'Flagra apresenta...
Geração Beat.

A Man Within 
(2010)
Yony Leyser

 

Documentário sobre a vida de
William S. Burroughs

(1h30m)
Legendado em espanhol

Sexta-feira, 5 de Setembro, 21:30h

A Guerra dos Botões
(1962)
Yves Robert

(89min)

 

1960, uma aldeia no sul da França. Um bando de meninos, com idades entre 7 a 14 anos, liderados pelo intrépido Lebrac, está em guerra com as crianças da aldeia vizinha. Para vencer seus inimigos vale tudo, até aceitar a ajuda de uma garota! Mas não é fácil ser um pequeno exército de homens sem ser apanhada pela mãe ou pelo pai! Ao voltar a casa, após um dia de batalha com as roupas rasgadas e botões a menos é melhor ser discreto para fugir do castigo...

Sábado, 6 de Setembro, 17:00h
 

Lançamento da ma ga zine

ESTUPIDA
que estupidamente é lançada ao segundo número,
dois em um, sem pai nem mãe?
reserve já a sua presença.

LANÇAMENTO DA MAGAZINE ESTUPIDA 2
ESTUPIDA Magazine
É uma publicação Edições Mortas, Black Sun editores
e N edições. director : António S. Oliveira.
Colaboram neste segundo número :
Humberto Rocha, Paulo Moreira (ilustração) Alexandra Antunes (foto: António S.Oliveira), Raúl Simões Pinto, I.X. (cianotipos), Teixeira Moita, Carlos Zíngaro (ilustrações), Pedro da Silva, Miguel Godinho, Dora Duarte, Tiago Nené, Reinaldo Barros, Carlos Marinho Rocha, Pedro Afonso, Pedro Águas, , A. Dasilva O., Meireles de Pinho (fotos Phumo) e Anónio S. Oliveira
arranjo gráfico: mão pesada
em colaboração Meireles de Pinho, agradecemos ainda
a Fernando Esteves Pinto o apoio.

Reproduz-se na capa uma foto de António S. Oliveira.
Todos os artigos são da responsabilidade dos seus autores.
Depósito Legal: 21200404
200 ex. Julho 2014

edicoes-mortas.com
info@edicoes.mortas.com
edicoes-mortas. blogspot.com
centro nacional de contracultura

Domingo, 7 de Setembro

 

Aberto das 17h às 24h...
 

... novos refrescos e bolachas surpresa
à sua espera!