14 Maio a 18 Maio - Tinha Paixão, Eillen fala de Colin Wall, “SEM QUARTEL / Without Mercy"

Quarta 14 de Maio, 18:30h

Com muita alegria recebemos mais uma sessão do
Colóquio Tinha Paixão. 

TINHA PAIXÃO? :: 4ª EDIÇÃO DO COLÓQUIO INTERARTES DE LITERATURA BRASILEIRA E AFRICANA

 conta com Dália Dias (sobre Manuel Ferreira), Luca Argel (sobre Carlito Azevedo), Lise Bastos (exibição da curta-metragem "Mãos Dadas") e Joel Faria (ilustração). A entrada é livre e tod@s são bem-vind@s.

Quinta Feira, 15 de Maio, 18:30h

Conferência de Eileen Adams
sobre a política de ensino
de Colin Ward

Colin Ward na sua principal publicação teórica Anarchy in Action (1973), num capítulo chamado "As escolas já não" "discute a genealogia de educação e ensino, em especial, o exame dos escritos de Everett Reimer e Ivan Illich, e as crenças de educador anarquista Paul Goodman Muitos dos escritos de Colin na década de 1970, em particular. Streetwork: A Escola de explosão . (1973, com Anthony Fyson), com foco em práticas e espaços de aprendizagem fora do prédio da escola Na introdução de rua , Ward escreve, "[este] é um livro sobre as idéias:. idéias do ambiente como recurso educacional, as idéias da escola perguntando, a escola sem paredes ... "No mesmo ano, Ward contribuiu para Educação Sem Escolas (editado por Peter Buckman) discutir "o papel do Estado . Argumentou que "um papel significativo do Estado nos sistemas nacionais de ensino do mundo é perpetuar a injustiça social e económica" ".

Em The Child in the City (1978), e mais tarde a criança no País (1988), Ward "examinou os espaços quotidianos da vida dos jovens e como eles podem negociar e re-articular os diversos ambientes que habitam. Em seu texto anterior , o mais famoso dos dois, Colin Ward explora a criatividade e originalidade das crianças e como eles cultivam "a arte de fazer o trabalho da cidade. Ele argumentou que através do jogo, apropriação e imaginação, as crianças podem contrariar as intenções e interpretações baseadas no ambiente construído pelos adultos. O seu texto posterior, A Criança no País, inspirou um número de cientistas sociais, nomeadamente geógrafo Chris Philo (1992), para pedir mais atenção a ser dada aos jovens como um grupo 'escondido' e marginalizados em sociedade "

Quinta Feira, 15 de Maio, 21:30h

 Uma visão sobre algumas das principais cidades europeias...

15 de Maio: LONDRES - “Beautiful People” de Jasmin Dizdar (1999)

Londres, em Outubro de 1993, Inglaterra joga com a Holanda, e chegam os refugiados da guerra da Jugoslávia. 

Sexta, 16, Sábado, 17 e Domingo, 18 de Maio
das 17:00 às 24:00h 

Uma oportunidade de apreciar a exposição patente no nosso espaço com trabalhos de Pedro Pousada, António Caramelo, Rossella Biscotti, Kevin van Braak, Pedro Barateiro, Diana Carvalho, Fernando José Pereira, Sebastião Resende e Ângelo Ferreira de Sousa e / ou adquirir EI–OU.01, uma publicação de Luís Espinheira e André Sousa ambos inseridos no “SEM QUARTEL / Without Mercy, um projecto colectivo em 5 espaços do Porto”.

 

Sem comentários:

Enviar um comentário