2 a 5 de maio / Cinema Espanhol, Amnistia Internacional, 33, As Armas e o Povo e Torre Bela

ATENÇÃO:
NOVO HORÁRIO DE PRIMAVERA
DE 5ª FEIRA A DOMINGO
DAS 17H ÀS 24H





Quinta, 02 de Maio
Aberto das 17:00 às 24:00h


Filme:  21:30h
 
CICLO DE CINEMA REVOLUCIONÁRIO ESPANHOL
A TORTILHA ÁKRATA


LA LENGUA DE LAS MARIPOSAS
de José Luis Cuerda, 1999. (95')
Numa vila rural da Galiza, em 1936, Moncho, um miúdo com uma grande sede de aprendizagem, começa, junto ao seu mestre Don Gregorio, de ideias republicanas, uma das viagens mais fascinantes: a viagem do conhecer o mundo e de se conhecer a si mesmo, através do fascínio perante os mistérios da natureza, do despertar dos sentidos e da descoberta da liberdade.
O estouro dos horrores da guerra civil espanhola começara a criar uma fenda entre ambos; mas mesmo assim, a vivência da própia liberdade e a aprendizagem da grandeza da vida que Moncho experimenta com Don Gregorio já não poderão ser esquecidas.




Sexta, 03 de Maio
 Aberto das 17:00 às 24:00h


Debate:  22:00h

Campanha da AMNISTIA INTERNACIONAL pelo Fim da Discriminação da Comunidade Roma na Europa
 

 
O grupo 6 do Porto da Amnistia Internacional vai realizar uma sessão debate na Livraria Café Bar Gato Vadio integrada na “Campanha da AMNISTIA INTERNACIONAL pelo Fim da Discriminação da Comunidade Roma na Europa”. A sessão será dinamizada pelo Dr. Luís Braga membro da Direcção nacional da Amnistia Internacional Portugal; profundo conhecedor das questões relacionada com a discriminação da população cigana em Portugal (comunidade Roma).
Luís Sottomaior Braga, nascido em 1972, no Funchal, membro da Direcção da Amnistia Internacional Portugal. É professor de História do Ensino Básico. Concluiu Cursos de Especialização em Gestão e Administração Escolar, em Politicas Públicas e Gestão Pública e o CADAP (Curso de Alta Direcção em Administração Pública) com especialização em Marketing Público. É ainda formador de professores, entre outras, na área da educação para a Cidadania e Direitos Humanos. Foi até Abril de 2013 Director do Agrupamento de Escolas de Darque (Viana do Castelo), território educativo de intervenção prioritária (TEIP). Activista da AI desde 1996 e coordenador do Grupo local 24 – Viana do Castelo. Participou antes nos órgãos da AI-Portugal como membro da Direcção (2006-2009) e Presidente do Conselho Fiscal (2000-2002). É o representante da Amnistia Internacional na Comissão pela Igualdade e Contra a Discriminação Racial. Foi durante largos anos dirigente voluntário de outras associações, nomeadamente, na área do Património cultural e de IPSS com lares de idosos e unidades de apoio à infância. Entre outras as suas áreas de interesse principais no âmbito do activismo em Direitos Humanos são a pena de morte, direitos da minoria cigana e educação.



 

Sábado, 04 de Maio
Aberto das 17:00 às 24:00h



Apresentação:   17:00h


APRESENTAÇÃO DO LIVRO
33
DE ALEXANDRA ANTUNES 

por A. Dasilva O.


33 é um livro que fala de duas pessoas. duas pessoas que são dois números olhando-se de frente. 33 é um livro que fala, sobretudo, da morte e da ressurreição dos textos e de alguns espelhos quebrados a meio do caminho. o caminho circular ou a porta que se abre para o lado inverso das coisas.







Filme:   21:30h


AS ARMAS E O POVO


Filme produzido pelo Sindicato dos Trabalhadores da Produção de Cinema e Televisão
1975
80 min.


Testemunho das emoções vividas entre o 25 de Abril e o 1 de Maio de 1974. Um documento captado por diversos cineastas, incluindo Glauber Rocha, que desembarcara há pouco em Portugal, para assistir aos primeiros dias da Revolução.




 

Domingo, 05 de Maio
Aberto das 17:00 às 24:00h



Filme:   18:00h


TORRE BELA

 

Thomas Harlan
1975
81 min.
Torre Bela, velha propriedade do Duque de Lafões, uma herdade do Ribatejo com dois mil hectares, a maior herdade murada de Portugal, é ocupada por trabalhadores agrícolas sem trabalho nem terra, que, num dos momentos quentes do PREC, decidem organizar-se em cooperativa. Com o apoio de revolucionários idealistas, de um líder carismático de perfil duvidoso e de «soldados do povo», querem fazer ouvir a sua voz e as suas razões. Todos vêem nessa ilegítima apropriação um legítimo modo de reabilitação social, que inclui a recuperação de trabalhadores alcoolizados. Agem de boa-fé e sentem estar a contribuir com a sua experiência para o processo revolucionário em curso.

25 a 28 de abril / Zapatistas, Bom Povo, Drummond e Outro País

ATENÇÃO:
NOVO HORÁRIO DE PRIMAVERA
DE 5ª FEIRA A DOMINGO
DAS 17H ÀS 24H





Quinta, 25 de Abril
Aberto das 17:00 às 24:00h


Filme:  21:30h
 

QUINTAS DE ABRIL SOBRE A AMÉRICA LATINA: 
DOC'S E DEBATES


LOS ULTIMOS ZAPATISTAS

 
Documentário sobre os últimos homens que combateram com Emiliano Zapata, um olhar à revolução mexicana contada pelos mesmos que participaram nela. Quase cem anos depois, os últimos sobreviventes do mítico Ejército Liberador del Sur revelam uma verdade que não aparece nos livros.
Homens que combateram Porfírio Diaz e Salinas de Gortari , levantam hoje a sua voz. Falam do fracasso da revolução e dos actuais governos neoliberais, do desastre agrícola e ecológico que ameça o país e da iminência de uma guerra civil se os ideais que eles representam caem no esquecimento.



Sexta, 26 de Abril 
 Aberto das 17:00 às 24:00h


Filme:  21:30h


BOM POVO PORTUGUÊS



Rui Simões
1981

135 min.


Este filme procura traçar a história dos acontecimentos entre o 25 de Abril de 1974 e o 25 de Novembro de 1975, tal como ela foi sentida pela equipa que, ao longo deste processo, foi ao mesmo tempo espectador, actor, participante, mas que, sobretudo, se encontrava comprometida com o processo revolucionário em curso. 



 

Sábado, 27 de Abril
Aberto das 17:00 às 24:00h



Leituras:   17:00h


RUI MANUEL AMARAL E VANESSA RIBEIRO RODRIGUES 
Lêem os
"CONTOS PLAUSÍVEIS"
de CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE


http://www.youtube.com/watch?v=LrRRU0EVM0w








 

Domingo, 28 de Abril
Aberto das 17:00 às 24:00h


Filme:   18:00h


OUTRO PAÍS

 


Sérgio Tréfaut
1998
70 min.


Dezenas de cineastas, fotógrafos e jornalistas, vindos dos quatro cantos do planeta, viram-se envolvidos na revolução dos cravos, e possuem arquivos preciosos. Numa série de entrevistas a estes viajantes, confrontámos o entusiasmo antigo com o olhar contemporâneo. Em alguns casos, seguimos os mesmos autores para retratar o estado presente do país e reencontramos as personagens fotografadas e filmadas em 1974/75.











A Associação Saco de Gatos agradece que não seja publicitada a sua programação (reservada aos seus associados e convidados) nos meios de comunicação social.

18 a 21 de abril / Zapatistas e Feira de Ócios e Ofícios Na Pulga Do Gato

ATENÇÃO:
NOVO HORÁRIO DE PRIMAVERA
DE 5ª FEIRA A DOMINGO
DAS 17H ÀS 24H





Quinta, 18 de Abril
Aberto das 17:00 às 24:00h


Filme:  21:30h

QUINTAS DE ABRIL SOBRE A AMÉRICA LATINA: 
DOC'S E DEBATES


LOS ULTIMOS ZAPATISTAS

 
Documentário sobre os últimos homens que combateram com Emiliano Zapata, um olhar à revolução mexicana contada pelos mesmos que participaram nela. Quase cem anos depois, os últimos sobreviventes do mítico Ejército Liberador del Sur revelam uma verdade que não aparece nos livros.
Homens que combateram Porfírio Diaz e Salinas de Gortari , levantam hoje a sua voz. Falam do fracasso da revolução e dos actuais governos neoliberais, do desastre agrícola e ecológico que ameça o país e da iminência de uma guerra civil se os ideais que eles representam caem no esquecimento.



Sexta, 19 de Abril 
 Aberto das 17:00 às 24:00h



Sábado, 20 de Abril
Aberto das 15:00 às 24:00h



Feira:   das 15:00h às 20:00h


PULGA DO GATO 
Mercado de Ócios e Oficios


Bancas
50kg, Ai Ferri Corti, Betarrabista, Black Sun, Canal Caveira, Chili com Carne, Cuadernos Inflames, D. Flagra, Edições Mortas Estúpida, Gambuzine, Homem do Saco, Jornal Buraco, LIXIVIART, Lucas Almeida, Oficina Arara, Oficina do Cego, Gabinete de Curiosidades do Dr. Urânio, Marvellous Tone, Mike Goes West, Panda Gordo, Piolhos, Ricardo Castro, Ruru Comix…


Leituras:   17:00h

TRILOGIA SINAPSE
da autoria de Nunes zarel·leci
Edições D. FLAGRA




Filme:   18:00h

D.I.Y. OR DIE


Michael W. Dean (2002)


Churrasco:   20:00h

TRAZ A TUA FEBRA
ao som do 
INSTITUTO FONOGRÁFICO TROPICAL



Domingo, 21 de Abril
Aberto das 17:00 às 24:00h


Feira:   das 17:00h às 21:00h


PULGA DO GATO 
Mercado de Ócios e Oficios


Ping Pong:   17:00h

Ping Pong




Desfile:   19:00h

LIXIVIART  & DJ VARIOUS ARTISTS

11 a 14 de abril / NOVO HORÁRIO, AMÉRICA LATINA, TROIANAS E TEMPO/ESPAÇO

 

Associação Saco de Gatos
(Livraria Gato Vadio)
Espaço reservado a sócios e seus convidados


 



ATENÇÃO:
NOVO HORÁRIO DE PRIMAVERA
DE 5ª FEIRA A DOMINGO
DAS 17H ÀS 24H





Quinta, 11 de Abril
Aberto das 17:00 às 24:00h


Filme:  21:30h
 

QUINTAS DE ABRIL SOBRE A AMÉRICA LATINA: 
DOC'S E DEBATES


WHEN THE MOUNTAINS TREMBLE


 
Documentário que conta a história do povo maia da Guatemala, contada pela prémio nobel da paz, Rigoberta Menchu. Uma visão surpreendentemente horripilante da violência e do desprezo das mentes neoliberais que vêm na Guatemala um enorme mercado de braços e recursos baratos.



Sexta, 12 de Abril 
 Aberto das 17:00 às 24:00h

Filme:  21:30h


Ruído ou As Troianas
De Tiago Afonso


55'

«Pois nós somos inertes, compreendeis?/ Nada mais podemos,/ excepto esperar e padecer. Inertes, mas – pobres de nós! – conscientes.»
As Troianas de Eurípides, por Jean-Paul Sartre

O Porto numa madrugada incerta onde se cruzam as mutações recentes com as feridas abertas no corpo urbano. Contra a cantilena do progresso, o ruído dos que são deixados para trás, contra o ruído das máquinas de demolição, o lamento dos desterrados.


 

Sábado, 13 de Abril
Aberto das 17:00 às 24:00h



Filme:  21:30h


TEMPO/ESPAÇO
De Tiago Afonso
João Alves, Jorge Quintela, Rui Coelho



85'

Tempo/Espaço documenta um conjunto de actividades organizadas a partir do mote das Memórias do Cárcere de Camilo Castelo Branco, ao longo de meio ano no Estabelecimento Prisional Regional de Guimarães. Esta ocupação inusitada dos tempos livres (palavra ingrata neste contexto) foi também o pretexto para a nossa progressiva aproximação à vida dos reclusos, e a presença prolongada na prisão permitiu-nos explorar outros pormenores – tatuagens, vigias, ferrolhos – num dia a dia algures na fronteira entre o documentário observacional e os dispositivos provocados.




 
 

Domingo, 14 de Abril
Aberto das 17:00 às 24:00h

 









A Associação Saco de Gatos agradece que não seja publicitada a sua programação (reservada aos seus associados e convidados) nos meios de comunicação social.

4 a 7 de abril / NOVO HORÁRIO, AMÉRICA LATINA, CHOMSKY, GEZ WALSH, FEMINISMO E POESIA


Associação Saco de Gatos
(Livraria Gato Vadio)
Espaço reservado a sócios e seus convidados


 



ATENÇÃO:
NOVO HORÁRIO DE PRIMAVERA
DE 5ª FEIRA A DOMINGO
DAS 17H ÀS 24H





Quinta, 04 de Abril
Aberto das 17:00 às 24:00h


Filme:  21:30h
 

QUINTAS DE ABRIL SOBRE A AMÉRICA LATINA: 
DOC'S E DEBATES


HIDDEN IN PLAIN SIGHT



Perceber que a violência na América Latina não é uma doença genética que vem de índios e mestiços é algo fundamental na desconstrução de muitos imaginários impostos pelo sistema. A violência é algo imposto e calculado pelos mesmos de sempre, pelos que continuam a achar que são donos de recursos e mão de obra barata. E para isso criam escolas de assassinos e genocidas. Esta é a história da Escola das Américas onde se formaram milhares de mercenários e generais que banharam muitos países deste continente com sangue. 



Sexta, 05 de Abril 
 Aberto das 17:00 às 24:00h

Lançamento:  21:30h

OCCUPY
De Noam Chomsky



Apresentação | José Soeiro
Participação | muitos associados e amigos
Vídeo exclusivo | Mensagem de Chomsky aos leitores portugueses



 

Sábado, 06 de Abril
Aberto das 17:00 às 24:00h



Leituras:  17:00h


 
LUÍSA MARINHO E RUI MANUEL AMARAL lêem
"A BORBULHA NO RABO" 
de GEZ WALSH


Sessão especial para crianças de todas as idades, incluindo terceira idade.

http://www.youtube.com/watch?v=oYPfoZdDxLg&feature=youtu.be

 



Leituras/Debates:  21:00h 
 
DO TAMANHO DE UM PUNHO
Leituras e debates sobre feminismo e poesia de Angélica Freitas




uma mulher insanamente bonita
um dia vai ganhar um automóvel
com certeza vai
ganhar um automóvel

e muitas flores
quantas forem necessárias
mais que as feias, as doentes
e as secretárias juntas

já uma mulher estranhamente bonita
pode ganhar flores
e também pode ganhar um automóvel

mas um dia vai
com certeza vai
precisar vendê-lo

(Angélica Freitas, "Um útero é do tamanho de um punho")

***

[Convidamos a todos para uma leitura e apresentação da poesia da brasileira Angélica Freitas ao público do Porto, seguida de um bate-papo informal sobre feminismo e poesia, a partir do último livro da autora: "Um útero é do tamanho de um punho", publicado em 2012 no Brasil.]

 



 

Domingo, 07 de Abril
Aberto das 17:00 às 24:00h

 









A Associação Saco de Gatos agradece que não seja publicitada a sua programação (reservada aos seus associados e convidados) nos meios de comunicação social.