24 a 27 de outubro / Illégal + Um livro por mês: P A R E C O N + madrid15m + A (Des) Igualdade na Comunidade Cigana

Quinta, 24 de outubro
(aberto das 17:00 às 24:00h)

Filme 
21:30h
Ciclo de Filmes sobre Migrações
SELECÇÃO DE NOÉ ALVES




Illégal (2010)
de Olivier Masset-Depasse

Uma jovem russa vive ilegalmente na Bélgica, iludindo as autoridades. É descoberta, presa e ameaçada de deportação. (1h 30m)

 

Sexta, 25 de outubro
(aberto das 17:00 às 24:00h)

 
Um livro por mês
21:30h

P A R E C O N
(Economia participativa)



Dando continuidade à s sessões "Um Livro do Mês", às últimas Sextas de cada mês... O professor António José Silva esta sexta convida o Professar Carlos Couto e ambos dissertam sobre o livro "P A R E C O N (Economia Participativa)"
A Vida depois do Capitalismo de Michael Albert (Editora 7Nós)

 

Sábado, 26 de outubro 
(aberto das 16:00 às 24:00h)


Feira
a partir da 16:00h e até 24:00h 

Durante todo o mês de outubro, entre as 17:00h e as 24:00h
continuamos a celebrar os 40 anos da resistente, teimosa,
tumultuosa editora &etc.  
O Gato Vadio tem muitos livros &etc todos com ofertas muito interessantes!!!




Apresentação do projeto e livro
17:30h


madrid15m
----------------------------------------------------------
PERIÓDICO DE ASAMBLEAS DEL 15M
----------------------------------------------------------
  Un año de prensa autogestionada



As comunicações sobre o projecto e livro  estarão a cargo de Carlos Peña, José Andrés Fernandez , Raquel Glez  Gonzalez  e Juanvi  Rodriguez , membros do Grupo de Trabalho Madrid 15m Jornal das Assembleias de Madrid.
A  apresentação  em primeira  mão no país, deste projecto , deve-se  ao interesse, disponibilidade e colaboração de  Roberto Blanco , também membro do Grupo de Trabalho do jornal Madrid 15m,  e a Gabriela Nieto colaboradora regular do mesmo a partir de Portugal , assim como  à  Livraria Gato Vadio  que com a maior prontidão e acessibilidade  promoveu o apoio logístico, sob forma de  instalações  e equipamentos, para a concretização do evento.



O  INICIO  DO JORNAL
–  O jornal  madrid 15m Periódico de Asambleas nasce em fevereiro de 2011 a partir das Assembleias do 15M de Madrid, pretendendo difundir uma imagem veraz das mesmas, no seio da cidadania e em paralelo servir como ferramenta alternativa de informação e coesão.
GRUPO DE TRABALHO 
- O grupo funciona em assembleia, é rotativo, e não é remunerado.O Jornal não tem director nem editorial, por considerar que ninguém pode falar em nome do movimento à excepção do próprio movimento 15M, através das suas assembleias. O Grupo de Trabalho encarregado da sua realização é rotativo, não remunerado, e não pode integrar pessoas que estejam ligadas a qualquer cargo de responsabilidade em partidos políticos, sindicatos, ou meios de comunicação comerciais.
CONTEÚDO
- O conteúdo principal é a própria informação gerada pelas assembleias de Madrid com as suas acções e propostas e potenciado pelos artigos de profundidade sobre os temas de mais actualidade a nível social, de saúde, educação, legislação, economia, etc. Contém páginas com informação a nível do Estado Espanhol e a nível Internacional  para além de artigos de opinião que reforçam a heterogeneidade do jornal.
FINANCIAMENTO E PERIODICIDADE
- O financiamento decorre exclusivamente das próprias assembleias e é público e publicitado. A periodicidade é mensal e consta de 16 a 24  páginas a cores em formato tablóide e com tiragens entre 25.000 a 30.000 exemplares .
DISTRIBUIÇÃO E ENTREGA
- O jornal é de difusão gratuita e é distribuído pelas próprias assembleias, através das quais são abrangidos 60 postos de distribuição na província de Madrid.

PRIMEIRO ANIVERSÁRIO DE madrid15m O livro ”madrid 15m Un año de prensa autogestionada“ é uma compilação de textos e fotografias dos 12 primeiros números do jornal: quase 200 artigos e 24 fotografias proporcionam um resumo do material publicado.
 
 



Domingo, 27 de outubro  
(aberto das 17:00 às 24:00h)

 

Cinema e debate
17h30
A (Des) Igualdade  na Comunidade Cigana

No dia 24 de Outubro comemora-se o Dia Municipal para a Igualdade.  
Várias entidades organizadoras, incluindo a Amnistia Internacional, convidam todas as organizações da economia social e do desenvolvimento local, autarquias, juntas de freguesia e outras estruturas e cidadãos a juntarem-se a este evento.
Neste sentido, o grupo Local 6 - Porto da Amnistia Internacional vai estar à conversa no Gato Vadio  sobre a comunidade cigana.
Haverá uma sessão de cinema com o documentário Desencontros e posterior debate de ideias e soluções.
Espera-se a participação de pessoas da comunidade cigana e de todos os presentes!

Sem comentários:

Enviar um comentário