Coisas da(s) sexualidade(s) + Jazz Vadio | 5 a 8 de Janeiro


Coisas da(s)
sexualidade(s)
- parte 1

Quinta | 5 de Janeiro, às 22h
Filme - Relatório Kinsey (2004)
118min.

Alfred Kinsey, questionou os valores opressivos da sexualidade do seu tempo, destruiu mitos sobre a masturbação e outras formas de prazer, definiu a orientação sexual como um contínuo entre completamente heterossexual até completamente homossexual. Publicou em 1948 uma obra sobre o comportamento sexual masculino e em 1953 sobre o comportamento sexual feminino. Foi o estudo com maior número de pessoas entrevistadas até hoje. Morreu em 1956, antes da chamada “revolução sexual”.  O filme que apresentamos esta quinta-feira retrata a sua vida.
+

Sábado | 7 de Janeiro, às 22h
Debate - Os perigos da Heternormatividade
com Nuno Carneiro, investigador em Ciências Sociais, activista LGBT, Psicoterapeuta



A heteronormatividade impõe-se, assimila-se, entranha-se - como prática discursiva, institucional, reguladora do corpo social, fazendo crer em linhas estruturadas e rectas de viver a sexualidade, uma só, maior e melhor que quaisquer (possíveis) outras, para que não ameacem deixar de ser outras e para que nos encerremos, sem excepção, em espaços sufocantes de nós e de relação. Eis os seus perigos. E eis, talvez, uma possibilidade outra de nos encontrarmos - a de ao menos perguntarmos "e se não tiver que ser assim?". 

Domingo, 8 de Jan. às 18h30
Jazz, esse gato vadio!


Magnífico concerto de Jazz com "BELA DAMIÃO".
Okupa 2012
Programação completa
do ciclo "Jazz, esse gato vadio!"

Sem comentários:

Enviar um comentário