“ Por onde começar? Por onde começar radicalmente, se tudo já está começado, ainda que nada esteja acabado? (…) E ainda considerando isso inevitável, como decidir-se radicalmente entre os vários caminhos que depois se oferecem?”. Alberto Pimenta.



("clicar" na imagem)

Vários caminhos se oferecem com a editora 7 Nós, e diferentes caminhos desejamos que os livros publicados percorram. Para começar radicalmente uma aventura na “praça” editorial em Portugal quase que bastaria a determinação de publicar livros e/ou escritores de insofismável importância para a Literatura, a Cultura e o Pensamento.

Serão eles, essencialmente eles, livros e escritores, que traçarão o perfil e a relevância do projecto 7Nós, umbilicalmente ligado à livraria Gato Vadio. Em 2010: Alberto Pimenta (inédito e reedições de títulos esgotadíssimos); Joseph Beuys (artista-autor inédito em Portugal); Mikhail Bulgakov; R.L. Stevenson; Witold Gombrowicz (finalmente, Ferdydurke, obra-prima da Literatura, chegará a Portugal)… as surpresas ficarão para mais tarde.


7Nós (lançamento do site da editora) + Que Lareiras na Floresta, de Alberto Pimenta

(A apresentação contará com a presença do autor)

Sexta-feira, dia 26 de Fevereiro, 22h
Gato Vadio




War Dance

Sean Fine, Andrea Nix Fine

África - Ciclo de Doc.

Quinta-feira, dia 25 de Fevereiro, 22h

Entrada Livre

Gato Vadio


Sinopse:

O documentário dirigido por Sean Fine e Andrea Nix conta a história da Escola Primária de Patongo, localizada no Campo de Refugiados da Zona de Guerra de Patongo, no Norte do Uganda. Pela primeira vez na história do Concurso Nacional de Música a tribo Acholi participa na competição. Naquele ano, 20 mil escolas de todo o país competiram por uma vaga no concurso, e a Escola Primária de Patongo conseguiu ser seleccionada. O filme mostra os preparativos para o concurso de música, dança e tradições, ao mesmo tempo que dá voz às histórias de crianças e adolescentes que viram as suas vidas destroçadas por décadas de guerra civil. O sentimento de esperança e o entusiasmo que envolve a participação da tribo no concurso musical parece prevalecer sobre um passado sombrio, marcado pelo abuso, a violência, o medo e a privação da liberdade.

O Uganda foi assolado por uma guerra civil que deixou a população atormentada pela fome e traumatizada pelas atrocidades que testemunhou. Desde o início dos anos oitenta, mais de dez mil crianças foram sequestradas e escravizadas, quer como soldados ou como concubinas. O conflito entre forças governamentais e o Exército de Libertação do Senhor (LRA) agudizou-se em 1996 no norte do país e, nos oitos anos seguintes, fez com que mais de 1,4 milhões de pessoas se deslocassem para campos de refugiados onde vivem em condições desumanas e temendo os ataques do grupo guerrilheiro LRA.

Apesar das tentativas de encetar um processo de paz, ambos os intervenientes no conflito, Estado e guerrilheiros, continuam a cometer abusos e violência contra a população.

War Dance

Sean Fine, Andrea Nix Fine

2006

105 min.


A sessão anterior contou com a presença de 28 vadios (as Vadias estavam em larga maioria!!)! Apareçam, parece que vale a pena!!



(Ver programa completo do ciclo sofre África "clicando" na imagem)