Without the King, de Michael Skolnik

ÁFRICA – Ciclo de Documentários

Quinta-feira, dia 11 de Março, 22h

Entrada Livre


Sinopse:

Um grande evento aproxima-se: a “Celebração 40-40”, assim chamada para celebrar o 40º aniversário do rei e o 40º aniversário da independência da Suazilândia. A ocasião merece um novo estádio de 15 mil lugares e uma frota de BMW topo de gama encomendada para o conforto dos dignitários visitantes.





Algumas pessoas perguntam-se como é que o reino da Suazilândia pode arcar com a despesa. Outras, mais indignadas, marcharam em protesto pela capital após a notícia de que várias das rainhas e suas comitivas partiram para o estrangeiro numa viagem de compras a bordo de um avião fretado.

À medida que o grande dia se aproximava, outros protestos atraíram outros milhares para as ruas das duas maiores cidades do país. “O rei gasta nosso dinheiro e não responde a ninguém!”, queixa-se Mario Masuku, chefe de um partido político proibido e uma figura familiar entre os suazis descontentes.

Os manifestantes mais inconformados atiram pedras, saqueiam bens dos vendedores ambulantes e provocam mesmo algumas pequenas explosões. Outros fizeram cartazes improvisados com papelão rasgado. “Basta de 40-40!”.

Na Suazilândia a pobreza prende dois terços da população, deixando centenas de milhares desnutridos. O país tem uma das piores taxas de infecção por HIV no mundo. A expectativa de vida caiu de 60 anos em 1997 para menos de metade. Quase um terço de todas as crianças perdeu um dos pais.

“Como pode um rei viver em luxo enquanto o seu povo sofre?”. A revista Forbes, que se regozija ao elaborar um ranking da elite mais rica, recentemente listou Mswati 3º, rei da Suazilândia, como o 15º monarca mais rico do mundo, estimando a sua fortuna em US$ 200 milhões.

Without the King, de Michael Skolnik

2007

83mm



(ver programa completo África - Ciclo de Documentários)

Sem comentários:

Enviar um comentário