A Place Called Chiapas

Nettie Wild, Documentário (México)

Ciclo de documentários sobre a América Latina

Quinta-feira, 9 de Julho, 22h

Gato Vadio

Entrada Livre

Antes da exibição do documentário, passaremos uma compilação de breves vídeos sobre a recente repressão policial de comunidades amazónicas do Perú. Ao longo da noite haverá ainda Café Zapatista e debate!





Chiapas e a resistência Zapatista

Em 1993, o governo federal mexicano assinou o acordo de comércio livre da América do Norte (NAFTA) com os EUA e anunciou ao povo mexicano que a penetração livre das corporações americanas na economia promoveria um inusitado e exótico salto do México do 3º para o 1º mundo.

Depois de o povo indígena ter lutado durante anos para ganhar representação política e justiça económica, em resposta ao acordo e à linha dura do mercantilismo, uma facção político-militar, liderada por um homem misterioso conhecido apenas por subcomandante Marcos, insurgiu-se numa insurreição armada na região de Chiapas no dia 1 de Janeiro de 1994, dominando quatro municípios e cerca de 650 ranchos privados, que historicamente tinham provocado a deslocação de nativos.

As acções do exército Zapatista de libertação nacional (EZLN) em protesto contra a ratificação do acordo NAFTA, exigiam o "controlo sobre as nossas vidas e a nossa terra" como forma de garantir a autonomia e a sobrevivência das comunidades indígenas.

Como resposta receberam as investidas do exército federal. Em 1999 ....ambas as facções acordaram um desconfortável cessar-fogo e trégua. Pese embora, um quarto do exército mexicano continue ainda hoje instalado nas redondezas das comunidades Zapatistas, fazendo um cerco às aldeias e cidades da cultura indígena de Chiapas.

Instando os cidadãos a uma guerra pacífica, o subcomandante Marcos usa os media como misseis de longo alcance para manter afastados os 30.000 militares mexicanos que rodeiam o território Zapatista. As suas comunicações no mundo virtual, desafiam o governo mexicano e desmascaram o sistema capitalista internacional.

A sua poesia e a sua retórica, corteja os mexicanos com sonhos de uma nova democracia.

Com o intuito de realizar um documentário sobre esta revolução na zona de Chiapas, Nettie Wild, esteve lá nove meses, numa das zonas mais pobres do México, e seguiu as actividades dos rebeldes zapatistas e do grupo paramilitar opositor Partido Paz e Justiça.

"A place called Chiapas" ganhou o prémio de melhor documentário em 1998 no festival internacional de Los Angeles.

A Place Called Chiapas

Nettie Wild

1998

tempo: 89 min

México

http://redlatinasinfronteras.files.wordpress.com/2007/10/1_chiapas_escuelas.jpg



Sem comentários:

Enviar um comentário