Marcial, estreia absoluta e vagional!

Comunicado: Poesia Marcial.

No rescaldo da última sessão de poesia foram removidas do local cinzas* lascivas de soutiens queimados numa pira improvisada no nosso logradouro por ladies mais acaloradas e confiscados bilhetinhos jocosos e introduzidos nos interstícios mais obscuros da nossa inocente livraria.
Os Vadios e as Vadias que deram corpo ao manifesto na última sessão de poesia fazem parte de uma lista rubra, cifrada pelos nossos agentes poéticos à paisana e à trancada. Tranquilizem-se pois os incautos espectadores de poemas da próxima sessão poético-explícita dedicada a Marcial: estamos todos de olho à espreita!
Há quem diga que temos por trás – salvo seja…– o lobbie da sex-shop da travessa de Cedofeita. Assim como assim, preferimos algemas fetiche à fé no scotish! É que enquanto uns emborcam faisões e pavoas, nós, vis taberneiros da poesia vil, saciamos outras sedes. E de um jorro múltiplo e em simultâneo traremos à luz da noite mais escura poesia e poetas esquecidos, antes que o comércio lhes ponha a mão chamando-os de “malditos” e pondo-lhes uma trela para passearem na rua o exotismo tripeiro soft-core ou o caniche castrado.
Louvado seja o nosso púb(l)ico.

*As cinzas vão permanecer em câmara ardente no retábulo das orgias.

Os Vadios, 15 de Abril de 2008. Porto.


Sessão Porno-poética
Poemas de Marcial e Bocage
Ditos e seleccionados por Nuno Meireles
Domingo, 20 de Abril, 18h.
Gato Vadio, rua do rosário 281
http://gatovadiolivraria.blogspot.com/


Poemas de Marcial, traduzidos por Alberto Pimenta, in Telhados de Vidro nº 7, Averno, 2006.
Nota: A poesia dos autores supracitados nada tem a ver com a gratuitidade da pornografia.

1 comentário:

  1. Vocês são demais. E há coisas imperdíveis. Assim sendo, não falto e levo alguns incautos comigo. Mais uma vez, vou roubar discaradamente o vosso cartaz de apresentação para fazer publicidade à sessão no meu humilde cantinho.:P

    ResponderEliminar