Com uma Faca nos Dentes (2)

De que cor é o Correio da Manhã?


A história do Correio da Manhã é negra ou branca?


Quando o Correio da Manhã na sinopse introdutória à Colecção "Os anos de Salazar" refere que a "informação rigorosa" perante a história "não é negra nem é branca", e "não conhece cores políticas", admite a hipótese que a ideologia da isenção, do rigor e da imparcialidade (a ideologia da não-ideologia ou a comunicação social tornada kitsh por essência ) está para além da premissa geral que assume que, em todos os tempos históricos, quem manda prender, torturar e assassinar é fascista. Por outras palavras, o fascismo – seja ele de que cor pop se revestir – pode ser denunciado por um fundamento baseado em ideologias e cores políticas, mas pode passar em branco e incólume ao olhar não-ideológico da Informação defendida pelo Correio da Manhã. Isentos e imberbes como o rosto de um ditador!

Independentemente dos textos que acompanham esta iniciativa do Correio da Manhã (e se retirarmos o til?), só podem existir duas razões para que a campanha de promoção publicitária tenha o rosto de Salazar em versão Pop-arte – estetizar o rosto do fascismo lusitano só seria interessante se não fosse uma ideia estafada, e inteligente se imbuída de ironia, o que não acontece e consequentemente este acto publicitário quer dizer que tudo pode valer porque nada vale – em vez do rosto de um homem ou de uma mulher torturados em nome do regime de Salazar:

1. Por razões comerciais, ou seja, fazer guito com o facho de Santa Comba Dão (motivo óbvio);
2. Pelo culto muito em voga da lixívia histórica aplicada por quem não tem pensamento próprio ou prefere comodamente não-pensar.

Há uma terceira razão possível, mais abastardada ainda, que seria a união das duas razões assinaladas.

Neste país, se um jornal ou alguém – quem quer que seja que prefira não mentir – quiser ser imparcial sobre a história do regime de Salazar não é sério se organiza uma campanha publicitária (denunciamos o "rosto" desta campanha publicitária e não os textos que desconhecemos) com o rosto cheio de peelings e facelifts do homem por quem se perseguiu, prendeu, torturou, matou, "não contando e ocultando" o rosto de quem sentiu na pele e pela cabeça abaixo as pauladas do dito cujo.

Por que quando se lidera um Estado que durante 40 anos assassina, a história não é negra nem branca: é vermelha.

Os Vadios

A propósito da campanha publicitária do Correio da Manhã, "Colecção Os Anos de Salazar"(Clique na imagem e saiba como ganhar uma viagem ao Tarrafal!).


4 comentários:

  1. E quem é que quer ganhar uma viagem ao Tarrafal? Para viagens dessas bastam-me as descrições que me fizeram todos os meus familiares que à custa desse senhor para lá ganharam a viagem...... Enfim..... Tenta-se agora fazer uma espécie de lavagem cerebral às pessoas que ainda não compreendi muito bem o porquê!.... Fico ainda mais triste ao constatar que pessoas de outras nacionalidades estavam altamente surpreendidas por os portugueses terem escolhido um ditador como o português mais importante de sempre.... MAS AFINAL O QUE SE PASSA COM ESTA GENTE???? QUEREM VOLTAR A TER MEDO DE ANDAR NA RUA E DE DIZER O QUE PENSAM E SENTEM???

    ResponderEliminar
  2. O problema é que o nicho de "boas cabeças", aquelas que preferem "incomodamente" pensar, parecem poucas face a uma massa de gente que esqueceu ou nem se digna a (re)conhecer as barbaridades do regime de Salazar. E é o mesmo povo que continua a anuir às políticas de hoje.

    ResponderEliminar
  3. parece oportunismo comercial.
    já aqui há uns tempos vi qualquer coisa (acho que era um medalhão, uma moeda comemorativa, não me lembro) que me arrepiou. foi na sequência da vitória televisiva do senhor no tal concurso. claro que um jornal tem responsabilidades que outros não têm. e não está só compelido a tender para a imparcialidade. tem de mostrar os vários lados da questão. e até se esperados jornais que descubram mesmo (ou revelem) novas formas de olhar para os problemas. publicitar a figura de Salazar ignorando aquilo por que ele é historicamente responsável é indecente, irresponsável e outras coisas feias.

    ResponderEliminar
  4. nem me daria ao trabalho de saber.

    a politica oca do bloco central

    cosmetica... perfume... NAO PENSAR.

    haja um bem estar rosa e tudo passa.

    este gajo era um filho da puta e é assim que deve ser tratado.

    ResponderEliminar